Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Carros da Ford devem ganhar reconhecimento facial

Experiência testa uso de diversas câmeras no interior do veículo e pode permitir bloqueio à distância da partida em caso de roubo

A Ford está desenvolvendo, em parceria com a Intel, um sistema que permitirá controlar as principais funções do veículo com gestos das mãos, além de usar reconhecimento facial para autorizar a partida. O software, chamado Mobii (Mobile Interior Imaging, na sigla em inglês), utiliza uma série de câmeras instaladas no interior do veículo e vai captar gestos dos ocupantes, além de permitir que o proprietário controle as funções à distância com um smartphone.

Leia também:

Ford planeja primeira maratona de programação no Brasil em 2015

EUA aprovam tecnologia que permite troca de dados entre carros

Google apresenta o Android para carros

A Ford e a fabricante de chips apresentaram o projeto durante a conferência Trend, que a montadora realiza em sua sede na cidade de Dearborn, próximo a Detroit, nos Estados Unidos. Segundo Dan Butler, diretor-executivo de veículos conectados e serviços da Ford, o Mobii é mais um passo do objetivo da fabricante para permitir que a experiência de seus clientes com os carros da marca seja cada vez mais personalizada.

O sistema de reconhecimento facial do Mobbi permite verificar se a pessoa que está à frente do volante é o motorista habitual. Caso seja um terceiro, o dono do carro pode receber uma foto da pessoa pelo celular. Além disso, a pessoa poderá permitir ou impedir que o motorista utilize o automóvel remotamente. As câmeras também vão permitir que as pessoas verifiquem se esqueceram algum objeto no interior do veículo.

“Nosso objetivo com o Mobbi é explorar como os motoristas interagem com a tecnologia no automóvel e como podemos tornar essa interação mais intuitiva e previsível”, diz Paul Mascarenas, diretor técnico e vice-presidente de pesquisa e inovação da Ford. “Usar imagem no interior do veículo é puramente pesquisa neste momento, mas o que aprendermos vai nos ajudar a melhorar a experiência dos clientes no longo prazo.”

Até o momento, diversos fabricantes de automóveis, inclusive a Ford, já utilizaram câmeras externas para auxiliar o motorista, como para detecção de veículos no ponto cego ou para ajudar o motorista a estacionar o veículo. O modelo 2015 do Ford Edge, recém-lançado pela montadora, receberá uma câmera para ajudar o motorista a dirigir com mais segurança em condições de baixa visibilidade.

Segundo Butler, a Ford não controla os movimentos do carro remotamente nem captura dados dos usuários de seus veículos. “Valorizamos totalmente a privacidade de nossos clientes. Não vamos monitorar os veículos e as informações só são transmitidas para os smartphones a pedido dos proprietários”, disse o executivo.

(Com agência EFE)