Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Best Buy fecha acordo com fundador para possível compra

Ações da companhia sobem 5,8% na bolsa de valores após anúncio

A varejista de eletrônicos norte-americana Best Buy e seu fundador e ex-presidente Richard Schulze chegaram a um acordo pelo qual o executivo nomeará um grupo de investimento para conduzir uma auditoria na empresa, segundo o Wall Street Journal. O acordo superaria uma restrição imposta por uma lei do estado de Minnesota que impediria Schulze de fazer uma oferta pelo controle da Best Buy sem autorização da empresa.

Leia mais:

Lucro da Best Buy cai 91% após reestruturação

Amazon está chegando ao Brasil. E não vai vender só livros

Pelo acordo anunciado nesta segunda-feira, Schulze tem 60 dias para realizar a auditoria. Ao fim desse período, deve fazer uma proposta pelo controle da empresa. Se a proposta for rejeitada, terá direito a fazer outra oferta em janeiro. Se ainda assim o negócio não for fechado, Schulze poderá submetê-la a uma votação dos acionistas no ano que vem.

O acordo também dá a Schulze, que hoje detém uma participação de pouco mais de 20% na Best Buy, de assumir dois assentos no conselho de diretoria. Após o anúncio, as ações da Best Buy subiram 5,8% na bolsa de valores, atingindo 18,31 dólares.