Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

As novas tecnologias fazem mal à saúde?

Em alguns casos, sim. É o que sugere pesquisa que é tema de reportagem de VEJA

Por Talissa Monteiro Atualizado em 18 mar 2021, 22h03 - Publicado em 6 Maio 2017, 13h43

Faz ou não faz mal, afinal? A possibilidade de o uso abusivo das redes sociais e aplicativos de mensagens causar danos aos jovens e adolescentes há muito integra parte do infinito catálogo de preocupações dos pais. Recentemente, ela galgou algumas posições nessa lista com o advento de 13 Reasons Why e Baleia Azul (respectivamente: a série da Netflix em que uma adolescente se mata por causa de fofocas que repercutiram nas redes sociais, além de outros motivos; e o jogo, de origem incerta, no qual, para passar de um estágio a outro, os participantes têm de se mutilar e, eventualmente, chegar ao suicídio). Reportagem de VEJA explica como uma nova pesquisa, da Universidade Duke (EUA), fornece pistas para uma resposta à pergunta que abre este parágrafo. No estudo, identificou-se que alguns problemas de ordem mental podem, sim, ser agravados pelo uso excessivo das novas tecnologias.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Publicidade