Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apple quer proibir venda de oito produtos da Samsung

Pedido é primeiro movimento da empresa após vitória judicial em processo bilionário de patentes contra companhia sul-coreana

No primeiro dia útil após vencer a Samsung em uma tabalha judicial em torno de patentes, a Apple pediu oficialmente nesta segunda-feira medidas para a proibir a venda de oito produtos da rival sul-coreana nos Estados Unidos. Segundo o Wall Street Journal, a ação foi apresentada em uma Corte federal da Califórnia e relaciona, entre outros itens, versões dos smartphones da linha Galaxy e Droid. Segundo a companhia americana, a proibição é uma forma de enfrentar “parte do irreparável prejuízo que a Apple tem sofrido”.

Leia mais:

Decisão a favor da Apple para dar novo rumo à indústria de tecnologia

A disputa entre as duas gigantes da tecnologia se encerrou na última sexta-feira. De acordo com a decisão do júri, a Samsung violou diversas patentes de design e utilidade da concorrente e em diversos aparelhos, o que levou a juíza Lucy Koh a aplicar uma pena de 1,05 bilhão de dólares à companhia. Durante a deliberação do júri, alegou-se que o maior dano à Apple foi provocado pela venda do tablet Galaxy 10.1 3G, que, segundo o documento apresentado, acarretou perda de 1,5 bilhão de dólares.

As ações da Samsung Electronics sofreram forte queda nesta segunda-feira, primeiro dia útil após a decisão judicial. Segundo analistas, aumentam as incertezas sobre os futuros produtos da companhia sul-coreana.

Por sua vez, as ações da Apple registraram alta na bolsa de valores de Nova York e atingiam novo recorde, num possível reflexo da vitória da companhia sobre a rival.