Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amazon retoma venda direta do Kindle no Brasil

Empresa oferecerá leitor eletrônico com mesmo preço praticado pelas lojas do varejo e entregará produto pré-configurado aos consumidores

A Amazon retoma a venda direta do Kindle no Brasil nesta sexta-feira, por meio do site da empresa. Nos últimos seis meses, o leitor eletrônico de livros foi ofertado apenas por lojas de varejo. As três versões do aparelho – que incluem o Kindle básico e as duas gerações do Kindle Paperwhite – serão vendidas pelos mesmos preços já praticados no Brasil, a partir de 299 reais, com frete grátis.

Leia também:

“Netflix dos livros” inicia guerra contra a Amazon

No primeiro semestre de 2013, logo depois de estrear no Brasil, a Amazon espalhou quinze quiosques por shoppings de São Paulo e Rio de Janeiro. Seis meses depois, no entanto, os pontos de venda da marca, operados por um parceiro da empresa no Brasil, foram retirados e a venda do Kindle ficou a cargo dos varejistas. “Ninguém conhecia a Amazon naquela época, então os quiosques foram parte de uma ação de marketing”, diz Alex Szapiro, diretor da Amazon no Brasil, em entrevista exclusiva ao site de VEJA.

Ao comprar um Kindle pelo site da Amazon, o consumidor receberá o produto pré-configurado com a conta cadastrada pelo usuário. Isso significa que, ao ligar o Kindle pela primeira vez, o aparelho iniciará o download de todos os livros digitais que ele comprou anteriormente para ler por meio de outro Kindle ou de aplicativos para smartphones e tablets.

“Só lançamos um novo produto quando estamos realmente prontos. Agora é o momento de iniciar a venda por meio do site, porque temos atendimento ao cliente, toda a logística necessária”, diz Szapiro. O executivo explica que as vendas no varejo continuam e ganharão reforço de espaços promocionais para que os consumidores experimentem o produto.

Leitor eletrônico – A versão mais recente do aparelho, o Kindle Paperwhite de segunda geração, ganhou tela com maior contraste e que responde mais rápido ao toque, além de processador 25% mais rápido. Além das melhorias no hardware, a nova versão do produto tem diversos novos recursos de software, como o Construtor de Vocabulário, que mantém um histórico de palavras pesquisadas no dicionário. O produto chegou ao Brasil em dezembro de 2013.

O aparelho pesa 213 gramas e tem bateria com autonomia para até oito semanas de leitura. A tela do Kindle Paperwhite tem iluminação lateral de LED, que permite ler em ambientes escuros. O produto tem conexão Wi-Fi e memória para armazenar até 1.000 livros. No Brasil, a Amazon oferece mais de 2 milhões de livros eletrônicos, sendo quase 30 mil em português. Confira, no vídeo abaixo, a comparação entre o novo Kindle Paperwhite e o rival Kobo Aura HD: