Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amazon inicia operação no Brasil e lança Kindle por R$ 299

Gigante do varejo disponibiliza mais de 1 milhão de livros digitais, incluindo títulos mais vendidos, segundo lista divulgada semanalmente em VEJA

Conforme antecipou a coluna Radar, de Lauro Jardim, a Amazon, maior varejista eletrônica do mundo, iniciou oficialmente suas operações no Brasil nesta quinta-feira. A versão de seu site oficial em português já está disponível aos usuários de internet do país, com mais de 1,4 milhão de obras digitais – incluindo a lista de livros mais vendidos divulgada semanalmente nas edições impressas de VEJA. Nas próximas semanas, a companhia inicia a comercialização de seu leitor eletrônico Kindle, por 299,00 reais – nos Estados Unidos, o mesmo aparelho custa 69 dólares (aproximadamente 145 reais).

Leia também

Confira aqui a lista dos livros mais vendidos de VEJA

Amazon acerta com princiais editoras brasileiras

O modelo de Kindle disponível no país é o mais simples, com tela de seis polegadas, conexão Wi-Fi, 2GB de armazenamento – comportando assim 1.000 livros eletrônicos – e a tecnologia e-ink, recurso de tinta eletrônica de aparência semelhante a uma folha de papel. A carga de bateria do leitor digital pode chegar a um mês com a opção de Wi-Fi desligada.

A versão em português do site oficial da empresa, por ora, permite apenas a compra de livros digitais – nos Estados Unidos, a Amazon vende outros itens, como eletrônicos, roupas e produtos do setor automotivo. Ao todo, são mais de 1,4 milhão de e-books agora disponíveis aos brasileiros com preços em reais, incluindo mais de 13.000 títulos em português. Há mais de 1.500 livros gratuitos em português disponíveis também para download.

Segundo a empresa, 49 dos 60 livros mais vendidos segundo lista publicada semanalmente nas edições impressas de VEJA já estão disponíveis para leitura. “Estamos entusiasmados em lançar esta nova versão, que oferece os best sellers de escritores brasileiros, todos com preço em reais”, disse Alexandre Szapiro, vice-presidente da Amazon no Brasil, em um comunicado enviado à imprensa. A empresa também revelou a versão em português de seu aplicativo disponível em outras plataformas, como iPhone, iPod e iPad, da Apple, e smartphones e tablets com sistema operacional Android, do Google.

O retrospecto de atuação da Amazon em outros mercados fornece um indício de que a empresa deve, nos próximos meses, disponibilizar não apenas livros, mas outros produtos direcionados aos brasileiros. A companhia nasceu em 1995, nos Estados Unidos. De lá, e desde então, expandiu sua atuação a outros países. Grã-Bretanha e Alemanha, por exemplo, ganharam operações locais já em 1998. França e China, em 2000. Canadá, Japão e Itália também estão na lista de nações que contam com escritórios locais da companhia.

Nesses mercados, a empresa aliou a oferta de um vasto número de livros em idioma local à venda de produtos que a sustenta: computadores, material de escritório, casa e jardim, produtos de saúde e beleza, brinquedos, roupas e bugigangas, além da prestação de serviços, como o armazenamento de dados de grandes empresas. No primeiro trimestre de 2012, a companhia faturou 13,2 bilhões de dólares, 34% superior ao mesmo período do ano anterior.