Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

10 anos de YouTube em 10 vídeos

O site de vídeos mais popular do mundo completa uma década de virais, montagens e videoclipes de sucesso. Confira dez deles que se tornaram ícones de popularidade ou foram importantes para a plataforma

Em 14 de fevereiro de 2005, os amigos Chad Hurley, de 28 anos, e Steve Chen, de 26, acessaram seus computadores dentro de uma garagem em São Francisco, na Califórnia, e decidiram registrar sua nova invenção sob o domínio youtube.com. O resto da história todo mundo sabe.

Dez anos depois da fundação, o YouTube se tornou o maior símbolo da cultura digital do mundo. Disponível em 73 países e 61 línguas, o site hoje recebe cerca de 300 minutos de vídeos por minuto e sua marca, de acordo com os analistas, vale mais de 40 bilhões de dólares.

Desde que fora adquirida em outubro de 2006 pelo Google por 1,6 bilhão de dólares em ações, a plataforma se tornou palco de tantas tendências que, para contar sua história, é preciso revisitar algumas das mais importantes. Tendo essa missão em vista, o site de VEJA selecionou os dez vídeos icônicos – por sua popularidade ou pela sua importância – ano a ano. Confira a lista abaixo.

10. Me at the Zoo (2005)

Dezenove segundos, uma câmera precária e nenhuma graça. O primeiro vídeo da história do YouTube está longe de ser um bom entretenimento: não passa de uma tímida descrição dos atributos de um elefante. Mas tem lá sua importância histórica. Além de mostrar que o serviço de vídeos via streaming de fato funcionava, o vídeo inaugural é protagonizada pelo alemão Jawed Karim, cofundador do site. Ele venderia sua participação no site três anos depois.

9. Evolution of Dance (2006)

O palestrante americano Judson Laipply, hoje com 38 anos, foi a primeira webcelebridade criada pelo YouTube. Em abril de 2006, subiu o vídeo de sua apresentação em que mimetiza por poucos segundos os passos de dança de dezenas de hits. O sucesso foi quase instantâneo. Atingiu o primeiro milhão de visualizações meses depois e, nos anos seguintes, participou de seriados, programas de TV e até figurou em um videoclipe da banda americana Weezer. Hoje segue na carreira de palestrante motivacional e, vez ou outra, dá seus passinhos.

8. Charlie Bit My Finger! (2007)

Em 2007 soubemos que internet combinava com vídeos de bebês. O mais famoso deles mostra o pequenino Charlie, de apenas um ano, mordendo o dedo de seu irmão de três anos, Harry. A fofura, a risada do caçula e o sotaque do mais velho tornaram a mídia um dos maiores virais da história. O vídeo original já teve mais de 810 milhões de visualizações e rendeu vários acordos publicitários à família dos garotos. Em 2011, de acordo com o jornal inglês Daily Mail, os pais dos garotos arrecadaram 100.00 libras com publicidade. Nada mal para uma simples mordida.

7. Avril Lavigne – Girlfriend (2008)

No ano em que o YouTube fora comprado pelo Google, o site estava começando a se tornar uma enorme plataforma de divulgação de música. Maior exemplo disso foi que o vídeo mais visto em 2008 fora um clipe da cantora canadense Avril Lavigne. O outro destaque do ano também foi musical: o grupo de paródias americano Lonely Island, que se tornou um fenômeno do YouTube com os escrachados clipes do disco Incredibad. (O vídeo original do clipe de Avril Lavigne fora removido e substituído por outro com o logotipo da marca digital Vevo um ano depois.)

6. Susan Boyle First Audition (2009)

Outra tendência que o YouTube nos mostrou: milhões de pessoas gostam de ver trechos de programas de TV na internet. Em 2009, o vídeo mais assistido foi a performance da então desconhecida inglesa Susan Boyle em um programa de talentos. Sem jeito e com estilo de uma modesta dona de casa, ela subiu ao palco e impressionou público e jurados com inegável talento vocal. Não demorou para que os fãs do programa passassem a compartilhar a mídia pelo YouTube. Susan se tornou fenômeno global. Depois do programa, impulsionada pelo sucesso virtual, vendeu mais de 20 milhões de discos pelo mundo.

5. Bed Intruder Song (2010)

O grupo americano Gregory Brothers inventou um tipo de entretenimento que muitos tentaram imitar nos anos seguintes: a transformação de vídeos jornalísticos em clipes musicais por meio do Auto-Tune, o famoso software para correção de voz. O ápice da fama veio em 2010, quando usaram a entrevista de um excêntrico morador que reclamava de um invasor de residências no subúrbio dos Estados Unidos. A fala cheia de gírias virou uma música pegajosa e se tornou viral. Não só: fez a canção se transformar em uma das mais vendidas no iTunes naquele ano.

4. Nyan Cat (2011)

Não há nenhuma razão científica que ligue os gatos à internet. Simplesmente acontece. Também não há explicação racional para que o vídeo Nyan Cat tenha se tornado um dos mais assistidos da história da internet e virasse, nos anos seguintes, símbolo da cultura digital.Com pouco mais de três minutos de duração, as imagens unem um desenho animado de um gato em pixel art a uma canção pop japonesa chamada Nyanyan!. Isso bastou para que o personagem protagonizasse diversos jogos e, até hoje, uma série de montagens.

3. Psy – Gangnam Style (2012)

Gangnam Style era para ser apenas uma bem-humorada crítica à elite de Seul, na Coréia do Sul, mas foi muito além: tornou-se o maior hit musical da história da internet. É até hoje o vídeo mais assistido do YouTube, superando 2 bilhões de visualizações. O autor da obra, Psy, um cantor sul-coreano que já era bem conhecido na Ásia, se tornou uma estrela também no ocidente e passou a gravar canções com estrelas da música americana como o rapper Snoop Dog.

2. Harlem Shake – Original Army Edition (2013)

A música Harlem Shake, do DJ americano Baauer, foi o maior meme de 2013. Como começou, poucos sabem. O fato é que milhares de grupos de amigos publicaram vídeos que consistiam em uma dança descontrolada na hora do refrão. Operários, jogadores de futebol, profissionais de escritórios, estudantes e passageiros de metrô participaram da brincadeira. Nenhuma agremiação teve mais sucesso do que o exército noruguês dançando sobre a neve.

1. Mutant Giant Spider Dog (2014)

Em 2014, duas coisas fizeram sucesso no YouTube: propagandas de futebol com a temática de Copa do Mundo e vídeos de humoristas semiprofissionais. Nesse segundo grupo, o destaque ficou para a pegadinha polonesa que colocou patas de aranha sobre o dorso de um cão para aterrorizar os transeuntes. O resultado foi uma mídia aterrorizante compartilhada aos milhões pelas redes sociais. Foi o vídeo mais assistido do ano passado com mais de 130 milhões de visualizações em menos de quatro meses. Superou até a milionária campanha da Nike.

Bônus: YouTube entrevista Obama (2015)

O ano está só começando, mas já há pelo menos um vídeo marcante: uma entrevista de membros do YouTube com o presidente americano Barack Obama, o que sugere que a plataforma está sendo cada vez mais usada também para conteúdos informativos.