Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Viagra pode ajudar a combater obesidade

Pesquisa realizada por cientistas da universidade alemã de Bonn descobriu que o medicamento transforma células de gordura e aumenta o gasto calórico

Por Da Redação 19 jan 2013, 20h01

O medicamento Viagra é indicado para disfunção sexual masculina, mas também pode servir para ajudar a perder peso. Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Bonn, na Alemanha, as pílulas azuis contêm substâncias capazes de transformar as células de gordura branca, considerada como a gordura ‘ruim’, em células de gordura marrom, a gordura ‘boa’, e acelerar o gasto calórico. O estudo foi publicado no periódico The Journal of the Federation of American Societies for Experimental Biology.

O tecido adiposo de uma pessoa é constituído por dois tipos de gordura: a branca e a marrom – esta última, por liberar energia excedente do corpo, e não acumulá-la, é considerada uma possível aliada contra obesidade e outras doenças relacionadas ao problema. A equipe do professor Alexander Pfeifer, responsável pela pesquisa, constatou o efeito emagrecedor ao perceber que ratos tratados com Viagra ficaram imunes à obesidade, apesar de serem alimentados com uma dieta hipercalórica. A transformação das células também reduz o risco de doenças cardíacas pois ajuda a frear processos inflamatórios que podem desencadeá-las.

Segundo Pfeifer, os resultados do estudo foram “muito surpreendentes”, embora ele não indique o uso do Viagra por pessoas que querem emagrecer. “O estudo está em um estágio muito inicial e foram realizados testes apenas em ratos. Outras pesquisas devem ser feitas para aprofundar os resultados.”

Conheça a pesquisa

TÍTULO ORIGINAL: Increased cGMP promotes healthy expansion and browning of white adipose tissue

ONDE FOI DIVULGADA: The Journal of the Federation of American Societies for Experimental Biology

Continua após a publicidade

QUEM FEZ: Michaela M. Mitschke, Linda S. Hoffmann, Thorsten Gnad, Daniela Scholz, Katja Kruithoff*, Peter Mayer, Bodo Haas, Antonia Sassmann, Alexander Pfeifer e Ana Kilić

INSTITUIÇÃO: Universidade de Bonn, na Alemanha

RESULTADO: Ratos alimentados com uma dieta hipercalórica que tomaram Viagra não se tornaram obesos. O remédio parece ser capaz de transformar células de gordura ‘ruim’ em células de gordura ‘boa’ e promover um maior gasto calórico.

Continua após a publicidade
Publicidade