Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Vacinados com Janssen vão receber 2ª dose da Pfizer na capital paulista

Doses serão aplicadas a partir desta terça-feira, 30, nas Unidades Básicas de Saúde

Por Paula Felix Atualizado em 29 nov 2021, 20h24 - Publicado em 29 nov 2021, 20h23

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo definiu nesta segunda-feira, 29, que pessoas que tomaram a vacina da Janssen contra a Covid-19 vão receber a segunda dose com o imunizante da Pfizer. As doses estarão disponíveis para mais de 300 mil vacinados na capital a partir desta terça-feira, 30.

“A intercambialidade segue documento técnico do governo de São Paulo, que permite a utilização do imunizante da Pfizer em caso de indisponibilidade de doses da Janssen”, informou, em nota, a secretaria.

A decisão foi motivada pela descoberta da variante Ômicron do novo coronavírus. A cepa está sendo analisada por cientistas, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um documento técnico informando que a variante representa risco global “muito alto”.

A pasta decidiu ainda que não vai mais exigir o comprovante de residência nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para a aplicação de doses das vacinas contra a doença na cidade.

A capital ainda não registrou casos da Ômicron, mesmo assim, foi estabelecido que os pacientes infectados pela variante serão encaminhados para o Hospital Municipal Tide Setúbal e o Hospital Geral Guaianazes, da rede estadual.

Continua após a publicidade

Publicidade