Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Vacina contra HPV também é recomendada para homens homossexuais

Pesquisadores britânicos se apóiam em dados que apontam um risco 15 vezes maior desse grupo desenvolver câncer anal, em relação a heterossexuais

Por Da Redação 16 jul 2013, 15h44

Pesquisadores britânicos recomendam que homens homossexuais jovens sejam vacinados contra o Papilomavirus humano (HPV). Em um editorial publicado nesta segunda-feira no periódico British Medical Journal, eles citam estudos que mostram que esse grupo apresenta um risco 15 vezes maior de desenvolver câncer anal, em relação a homens heterossexuais.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: HPV vaccination to prevent anal cancer in men who have sex with men

Onde foi divulgada: periódico British Medical Journal

Quem fez: Mark D. Lawton, Mayura Nathan e David Asboe

Instituição: Hospitais universitários Royal Liverpool e Homerton, e Hospital Chelsea e Westminster, no Reino Unido

Resultado: Os pesquisadores recomendam a vacinação contra o HPV também para homens jovens homossexuais contra o HP. Esse grupo apresenta chance elevada de desenvolver câncer anal em decorrência da infecção pelo vírus.

O programa de vacinação contra HPV teve início em 2008 no Reino Unido, mas inclui apenas meninas, partindo do pressuposto de que isso seria suficiente para conter também a infecção entre os meninos. Segundo os autores, pesquisadores dos hospitais universitários Royal Liverpool e Homerton, e do hospital Chelsea e Westminster, apesar de as taxas de câncer anal serem mais elevadas entre os homens infectados pelo vírus HIV (mesmo com o tratamento antirretroviral), elas também são altas entre homossexuais que não foram infectados pelo HIV.

Continua após a publicidade

Dados da Austrália mostraram que a vacinação contra o HPV entre meninas reduziu a prevalência de verrugas genitais em homens heterossexuais, mas não houve alteração na prevalência entre homossexuais. Em fevereiro deste ano, a Austrália ampliou o programa de vacinação contra HPV para meninos de 12 a 13 anos, podendo se estender para garotos de até 15 anos.

Leia também:

Vacina contra HPV também é indicada para prevenção de câncer anal

Academia Americana de Pediatria recomenda vacina também para meninos

Vacinação estratégica – Apesar de a vacina ser mais eficaz em pessoas que ainda não foram infectadas pelo HPV, evidências de estudos anteriores mostram que apenas uma minoria dos jovens homossexuais foram infectados. A estratégia de vacinar mesmo aqueles que já foram expostos a algumas cepas do vírus, no entanto, continha sendo efetiva, inclusive economicamente.

De acordo com dados da Agência de Proteção à Saúde do Reino Unido, menos de um a cada 20 homens com menos de 25 anos haviam sido infectados por algum tipo de HPV que pudesse levar ao câncer anal. “Diante das evidências que temos, e na falta da vacinação universal contra o HPV para meninos e homens, o argumento pela introdução da vacinação para homossexuais de até 26 anos é forte”, concluem os autores do estudo.

Brasil – O Sistema Único de Saúde (SUS) vai fornecer a vacina quadrivalente contra o HPV a partir de 2014 para meninas de 10 e 11 anos de idade. A meta da pasta é vacinar 80% dessas jovens, o equivalente a 3,3 milhões de meninas.

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.

Continua após a publicidade
Publicidade