Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

UTI: capitais dos estados mais afetados pela Covid têm queda na ocupação

São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Salvador apresentaram redução na lotação dos leitos ao longo do último mês

Por Mariana Rosário Atualizado em 23 abr 2021, 16h29 - Publicado em 22 abr 2021, 18h13

As capitais dos cinco estados com mais casos confirmados de Covid-19 apresentaram queda na taxa de ocupação de UTI, aponta levantamento realizado por VEJA. As capitais de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia reduziram os indicadores nos últimos dias quando comparados às médias da semana de 20 de março.

São Paulo, passou de 90% de ocupação para 82%, entre 21 de março e 21 de abril; Belo Horizonte foi de 100,8% para 83,1% entre 19 de março a 20 de abril; Porto Alegre foi de 114% a 95,7%  entre 19 de março e 20 de abril; Curitiba passou de 100% para 93% entre 21 de março e 21 de abril e, por fim, Salvador passou de 88% para 80%, entre 21 de março e 21 de abril. Os dados refletem os mais atualizados boletins epidemiológicos disponibilizados pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde.

LEIA TAMBÉM: Alzheimer é ligado a maior risco de morte de Covid-19, não importa a idade

É importante ressaltar que, para critérios médicos, ocupações acima de 80% já inspiram cuidados e devem ser acompanhadas de perto para evitar lotação e falta de atendimento. Portanto, ainda que as reduções apresentem algum alívio, é importante respeitar o distanciamento social, utilizar máscaras e que a vacinação no país seja acelerada — conhecidos métodos para que se controle a pandemia.

Confira o avanço da vacinação no Brasil 

Continua após a publicidade
Publicidade