Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Suíços descobrem anticorpo eficaz contra as variantes do coronavírus

Segundo os pesquisadores, a molécula também promove defesa mais duradoura

Por Simone Blanes 18 out 2021, 15h47

Pesquisadores do Hospital Universitário de Lausanne e da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), na Suíça, descobriram um anticorpo monoclonal eficaz para combater todas as variantes do vírus SARS-CoV-2, inclusive a Delta. Publicado na revista científica “Cell Reports”, o novo achado é resultado do isolamento de linfócitos – células integrantes do sistema de defesa do organismo – de pacientes com a Covid-19. “O anticorpo é um dos mais potentes até agora identificados contra o coronavírus”, declarou, em nota, a EPFL.

De acordo com os cientistas, o anticorpo bloqueia as  ligações do vírus com as células, evitando o processo de replicação viral. E o sistema de defesa também se encarrega de eliminar o micro-organismo. “Isso o faz ser um tratamento preventivo interessante para indivíduos não vacinados em risco ou pessoas vacinadas que não foram capazes de produzir uma boa resposta imunológica”, relata o comunicado da universidade suíça.

Os pesquisadores disseram ainda que o novo anticorpo monoclonal dura mais, ou seja, oferece proteção por cerca de seis meses, enquanto outros anticorpos duram apenas três ou quatro semanas. Segundo os cientistas, as moléculas também proporcionariam defesa maior a pacientes imunossuprimidos como transplantado ou com certos tipos de câncer. A previsão para o início de ensaios clínicos com medicamentos à base desses anticorpos é no final de 2022.

 

Continua após a publicidade

Publicidade