Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

SP cria órgão para gerenciar transferências de urgência

Pedidos serão encaminhados ao hospital mais próximo com vagas disponíveis

Por Da Redação 8 jul 2011, 11h29

A transferência de pacientes de urgência de todo o estado de São Paulo atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e as vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) passarão a ser administradas por um órgão on-line. O serviço, em fase de teste, substituirá outro já existente, em que cada um dos 17 Departamentos Regionais de Saúde funciona separadamente.

Esse serviço será acionado sempre que um hospital não puder atender uma emergência por falta de equipamentos ou de vagas. Com o novo sistema, o médico poderá acessar um programa que permitirá o envio da descrição do caso para a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross).

Lá, os pedidos de transferência serão recebidos por uma equipe de 100 médicos e 50 técnicos de regulação médica. A equipe identificará qual unidade mais próxima possui equipamento necessário e vagas. Esse hospital será informado, e o médico que fez a solicitação poderá concluir a transferência.

“Como teremos um mapa de como andam as urgências e emergências, conseguiremos ver quais são as necessidades em cada região”, diz Domingos Nápoli, gerente técnico de regulação médica de urgência.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade