Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

SP começa a vacinar idosos com mais de 90 anos contra a Covid-19

Imunização, que na capital paulista teve início na sexta, passa a ser feita em todo o estado a partir desta segunda

Por Da Redação Atualizado em 9 fev 2021, 10h42 - Publicado em 8 fev 2021, 08h11

A vacinação de idosos com 90 anos ou mais contra a Covid-19 começa nesta segunda-feira, 8, em todo o Estado de São Paulo. Na capital paulista, a imunização começou na sexta 5. Os idosos com idade acima de 85 anos serão vacinados a partir da segunda-feira da semana que vem, dia 15.

O estado tem cerca de 515 mil pessoas com idade acima de 85 anos. Cerca de 37% das pessoas com 85 anos ou mais e que tiveram a doença evoluíram para óbito no decorrer da pandemia, sendo essa a parcela da população mais vulnerável ao novo coronavírus.

Até o momento, estão sendo vacinados em todo o estado os profissionais de saúde, indígenas e quilombolas, que somam cerca de 1,6 milhão de pessoas. O Estado de São Paulo já aplicou doses em mais de 800 mil pessoas, segundo levantamento de VEJA.

LEIA TAMBÉM: Colesterol: tem que baixar mesmo após os 75 anos

Na capital paulista, os idosos acima de 90 anos contam com cinco pontos para a vacinação em sistema drive-thru: o Estádio do Pacaembu, a Arena Corinthians, o Autódromo de Interlagos, o Anhembi e a Igreja Boas Novas, na Vila Prudente. Além desses locais, a prefeitura de São Paulo vai garantir a vacinação em uma rede de 468 unidades básicas de Saúde (UBSs) espalhadas em todas as regiões da cidade e em quatro centros-escola do município.

Os drive-thrus funcionarão das 8h às 17h. Já nas UBSs, a vacinação será realizada das 7h às 19h. Apenas na capital, a previsão é imunizar mais de 32 mil idosos acima de 90 anos, de um total de 206 mil em todo o estado.

Pré-cadastro

Para agilizar o atendimento, a recomendação é de que seja feito o pré-cadastramento no site Vacina Já. Com o preenchimento prévio da ficha, o tempo de atendimento nas unidades para a imunização é de um minuto. Se o cadastro for preenchido presencialmente o tempo é maior, já que a coleta das informações leva cerca de dez minutos.

A ferramenta não funciona como agendamento e nem é obrigatória para receber a vacina. O objetivo é evitar as aglomerações nos postos de vacinação. O pré-cadastro pode ser feito por familiares de idosos ou de qualquer pessoa que participe dos públicos previstos na campanha.

(Com Agência Brasil)

Continua após a publicidade
Publicidade