Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Selfie na hora da vacina contra a Covid-19 aumenta adesão à imunização

Ao verem as imagens, usuários das redes sociais tendem a copiar o comportamento

Por Cilene Pereira 11 set 2021, 18h31

Vacinou-se? Posta uma selfie. Desta forma simples e rápida você contribui para aumentar adesão à imunização, algo fundamental para controlar a pandemia de Covid-19. A recomendação é de alunos da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, da área de comunicação. Eles decidiram verificar se as publicações exerciam algum tipo de impacto, para o bem ou para o mal, nas campanhas. Em um artigo publicado no Psychology & Health, eles afirmam que uma selfie, desde que bem tirada, são um recurso efetivo e ético na luta contra a desinformação a respeito das vacinas.

A razão é tão simples quanto o ato: ao compartilharem experiências expostas de forma positiva, as pessoas captam a atenção inclusive daqueles que ainda resistem às vacinas. E, como a maioria dos indivíduos já percebeu, usuários das redes sociais tendem a seguir o que a maioria está fazendo. Trata-se de um bom exemplo prático da teoria segundo a qual o homem é um ser social e inclinado a fazer o mesmo que seus pares.

Segundo os autores, as selfies de vacinação criam essa onda de encorajamento por alguns motivos: além de informar aos grupo que estão protegidos, os usuários convidam as pessoas a se imunizar e estimulam os céticos a mudarem de posição, ou ao menos considerarem isso em um primeiro momento, ao dividirem suas histórias pessoais de felicidade com a proteção.

Para usar todo o poder do recurso, os autores fazem algumas sugestões. A foto deve mostrar rosto e braço no qual a vacina foi aplicada. O texto precisa ser curto, claro, informar qual vacina recebeu e incluir hashtags sobre o tema, como “vacine-se” ou “combata o vírus”.

O Brasil chegou a 210.787.144 doses de vacinas aplicadas até este sábado, 11. De acordo com dados do Ministério da Saúde, das secretarias estaduais de saúde e do site Coronavírus Brasil, 65,6% da população – 137.910.811 brasileiros – já receberam ao menos uma dose da vacina, enquanto 72.809.021 pessoas já estão completamente imunizadas, totalizando 34,6% da população: 68.117.693 pessoas tomaram duas doses, já outras 4.691.328 receberam dose única da vacina.

Continua após a publicidade
Publicidade