Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sarampo: faltam doses da vacina em postos de saúde de São Paulo

Governo federal pediu ajuda à Organização Pan-Americana de Saúde para a compra emergencial de 47 milhões de doses da tríplice viral

Com o surto de sarampo no Estado de São Paulo e a crescente demanda por vacinas, o Ministério da Saúde não tem conseguido entregar quantidade de doses suficiente para abastecer os postos, e algumas prefeituras paulistas já relatam falta do imunizante.

A situação de iminente desabastecimento fez com que o governo federal pedisse ajuda à Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) para a compra emergencial de 47 milhões de doses da tríplice viral no mercado internacional.

Segundo Carmem Silvia Guariente, diretora do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (Cosems-SP), vários municípios do interior têm enfrentado falhas pontuais de fornecimento do imunizante. “Em Araçatuba, estamos há dois dias sem uma única dose da vacina, pois a demanda da população tem sido muito alta e já usamos todas que foram enviadas”, disse ontem.

A previsão é de reposição até segunda. “Estamos recebendo periodicamente, mas em quantidade inferior à necessária”, diz Carmem, que é secretária no município do interior paulista. Em Araçatuba, foram confirmados três casos de sarampo.

No último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na semana passada, informou que de 9 de junho até 31 de agosto, 2.753 casos de doença foram confirmados no país, a maioria em São Paulo. No período, houve quatro óbitos, em decorrência da complicação do quadro de saúde dos pacientes, três em São Paulo e um em Pernambuco. 

Com Estadão Conteúdo