Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

São Paulo cancela festa de Réveillon por causa da nova variante Ômicron

O prefeito Ricardo Nunes deve se posicionar na manhã desta quinta-feira. Na cidade do Rio, passaporte da vacina passa a ser exigido em mais estabelecimentos

Por Simone Blanes Atualizado em 2 dez 2021, 10h49 - Publicado em 2 dez 2021, 10h28

A prefeitura de São Paulo decidiu cancelar a festa de Réveillon em decorrência dos casos da nova variante Ômicron registrados no Brasil. O anúncio deve ser feito nesta quinta-feira, 2, pelo prefeito Ricardo Nunes. “Em função do surgimento da nova variante, a vigilância sanitária indica a manutenção do uso da máscara e o cancelamento das festas de réveillon”, disse o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a VEJA. “Mandei um estudo para o prefeito, que está em Nova York, e ela dará o posicionamento da prefeitura na manhã desta quinta-feira, 02.”

Na quarta-feira, 1º, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou o terceiro caso da nova cepa do coronavírus no Brasil. Trata-se de um paciente de 29 anos que, vindo da Etiópia, testou positivo para a Covid-19 ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos no último sábado, 27. Segundo a pasta, ele apresenta sintomas leves e está isolamento em Guarulhos, onde reside.

Por conta da Ômicron, a cidade do Rio de Janeiro também decidiu aumentar a exigência pelo passaporte da vacina. A partir desta quinta-feira, o documento será exigido em estabelecimentos como bares, restaurantes, shoppings, salões, hotéis, táxis e transporte por aplicativo. Academias de ginástica e estádios também continuam pedindo o comprovante.

A variante foi identificada na África do Sul na semana passada e classificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma variante de preocupação. Até o momento, foi registrada em 29 países, incluindo o Brasil.

 

Continua após a publicidade

Publicidade