Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saiba mais sobre o câncer que atingiu o ex-presidente Lula

Especialista do Instituto do Câncer de São Paulo tira dúvidas sobre o câncer de laringe

Na semana passada, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, teve diagnosticado um câncer na laringe. Quando a doença é detectada precocemente, caso de Lula, as chances de cura são grandes. Por isso é preciso ficar atento aos sintomas e aos fatores de risco associados a esse tipo de câncer. Um dos sinais, verificado no caso do ex-presidente, é a rouquidão persistente, que dura mais de três semanas, junto com a dificuldade para engolir, dor na garganta e dificuldade para respirar. Entre os fatores de risco, destacam-se principalmente, o consumo de tabaco e álcool. Fumantes têm dez vezes mais chances de desenvolver a doença. E quem fuma e bebe está 43 vezes mais propenso a ter esse tipo de câncer. Em entrevista ao site de VEJA, Pilar Esteves Diz, coordenadora de oncologia clínica do Instituto do Câncer de São Paulo (ICESP), tira as principais dúvidas sobre a doença.

Com reportagem de Natalia Cuminale