Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Rio registra alta de 172% em mortes e 313% em internações por Covid-19

Estado votou a ser classificado com bandeira laranja, indicando risco moderado de contágio; variante ômicron é responsável pelo aumento de testes positivos

Por Da Redação 22 jan 2022, 12h43

Dados do Mapa de Risco da Covid-19 apontam que o Rio de Janeiro voltou a ser classificado com bandeira laranja, o que indica risco moderado. Os óbitos tiveram aumento de 172%, passando de 18 na 52ª semana epidemiológica (de 26 de dezembro a 01 de janeiro) para 48, na semana epidemiológica 02 (de 9 a 15 de janeiro). As internações saltaram 313%, de 89 para 368.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, cinco das nove regiões de saúde do estado (Médio Paraíba, Centro Sul, Serrana, Norte e Noroeste) permanecem com risco baixo, a bandeira amarela. Já as regiões da Baía da Ilha Grande, Metropolitana I, Metropolitana II e Baixada Litorânea estão em bandeira laranja, com risco moderado para covid-19.

Indicadores apontaram que no período de 11 a 18 de janeiro a taxa de positividade para Sars-CoV-2 em testes RT-PCR foi de 55%. Na última quinta-feira, a taxa de ocupação de leitos dedicados para casos de Covid-19 era de 49% para unidades de tratamento intensivo (UTI), e 42% para enfermaria.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, a variante ômicron, por sua alta transmissibilidade, tem provocado um aumento repentino na quantidade de testes positivos. Segundo Choeppe, 54 leitos de enfermaria e 35 de UTI foram convertidos para pacientes com Covid-19, e novos leitos devem ser disponibilizados na próxima semana.

Neste final de semana, postos de testagem para Covid-19 nas Unidades de Pronto Atendimento de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na Zona Oeste, e Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na Zona Norte, além do Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz (HERCruz), em Nova Iguaçu. É preciso fazer um agendamento online para garantir o atendimento. Outras unidades retomarão o funcionamento apenas na segunda-feira (24).

Com informações da Agência Brasil.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês