Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Rio de Janeiro alcança 99% de vacinados com uma dose contra a Covid-19

Mais de 60% dos adultos estão totalmente imunizados com duas doses ou dose única. Impactos da vacinação já se refletem na queda das internações

Por Simone Blanes 20 set 2021, 19h23

Aos pés do Cristo Redentor, a primeira vacina contra a Covid-19 aplicada na cidade do Rio de Janeiro foi no dia 18 de janeiro de 2021. Oito meses depois, a cidade alcança nesta segunda-feira 20, o índice de 99% da população adulta vacinada com a primeira dose contra o novo coronavírus. Isso quer dizer que, no município do Rio de Janeiro, mais de 8,6 milhões de vacinas contra a doença foram aplicadas, sendo 5,3 milhões de primeiras doses. Com o esquema vacinal completo, com duas doses ou dose única, são quase 62% dos adultos.

Os impactos desse avanço na vacinação começam a refletir nas hospitalizações no Rio. Nesta segunda-feira 20, são 559 pessoas internadas na rede pública da capital com a Covid-19, menor número desde abril do ano passado. Na quarta-feira 22, a prefeitura do Rio de Janeiro retomará a vacinação para adolescentes. Segundo cronograma da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a retomada da imunização dessa faixa etária será para meninas de 13 anos, na quarta e na quinta-feira 23, e para meninos da mesma idade na sexta-feira 24. Mesmo com a decisão do Ministério da Saúde para que sejam vacinados apenas adolescentes com comorbidades, a capital fluminense segue nas aplicações de doses da vacina da Pfizer para todo o grupo de 12 a 17 anos.

A suspensão da vacinação em adolescentes sem comorbidades foi comunicada na última quinta-feira pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que argumentou “falta de evidências” da segurança da vacina para essa faixa etária. No dia seguinte, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se posicionou dizendo que mantinha a recomendação de imunização com a vacina da Pfizer para maiores de 12 anos. Nesta segunda-feira 20, foi a vez da Pfizer e a BioNTech se manifestarem divulgando a informação de que o seu imunizante contra a Covid-19 induziu uma resposta robusta em crianças de 5 a 11 anos.

A cidade do Rio de Janeiro segue aplicando a dose de reforço em idosos e pacientes imunossuprimidos (com redução da capacidade de resposta do sistema imunológico). A partir desta segunda-feira 20, idosos serão vacinados em escalas por idade, de 89 a 84 anos ou mais. Já os pacientes com imunossupressão, com 60 anos ou mais, serão imunizados nos dias 20 e 21 e, a partir do dia 22, com 40 anos ou mais. Também a partir de hoje, o município retoma a aplicação da segunda dose da CoronaVac, suspensa desde a última quinta-feira 16, após o recebimento de 216 mil doses em substituição ao lote do imunizante interditado pela Anvisa.

 

Continua após a publicidade
Publicidade