Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primeiro transplante de pênis bem-sucedido é realizado na África do Sul

O paciente de 21 anos havia perdido o órgão após um ritual de circuncisão

Uma equipe de médicos sul-africanos anunciou nesta sexta-feira a realização do primeiro transplante de pênis bem-sucedido no mundo. O paciente, um sul-africano de 21 anos, teve o órgão amputado há três anos, após uma malograda circuncisão realizada durante uma tradicional cerimônia africana.

A cirurgia durou nove horas e foi realizada em dezembro do ano passado, no hospital Tygerberg, da Cidade do Cabo. Após três meses, o paciente já recuperou todas as funções urinárias e reprodutivas do órgão. A sensibilidade ainda não voltou completamente, mas Andre van der Merew, chefe da unidade de urologia da Universidade Stellenbosch, que comandou a operação, acredita que isso deve ocorrer em até dois anos.

Leia também:

Estudo revela qual é o tamanho ‘normal’ do pênis

Rins lesionados podem ser usados em transplantes, diz estudo

O transplante foi parte de um estudo piloto que prevê a cirurgia de outros nove pacientes, em datas ainda indefinidas. “Esta é uma situação muito séria. A perda do órgão é profundamente traumática”, disse van der Merew. A equipe acredita que o transplante pode servir a homens que perderam o pênis em decorrência de um câncer e, eventualmente, como última opção para problemas de disfunção erétil.

Fator de risco – Uma preocupação dos médicos é que o paciente não reconheça o novo órgão como parte do seu corpo, e isso comprometa o sucesso do transplante. Foi o que aconteceu no primeiro transplante de pênis, realizado em 2006, na China. O órgão teve que ser retirado em razão de problemas psicológicos, apesar do sucesso cirúrgico da operação.

(Da redação)