Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primeira vacina contra malária está prestes a ser aprovada

Nesta sexta-feira, o órgão europeu regulador de medicamentos deu o aval à imunização

A primeira vacina do mundo contra a malária está mais próxima da aprovação. Nesta sexta-feira, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) considerou a imunização segura e eficaz para ser usada em bebês na África.

A dose, chamada Mosquirix ou RTS,S, foi desenvolvida pela farmacêutica britânica GlaxoSmithKline em conjunto com a PATH Malaria Vaccine Initiative. Se aprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pode se tornar a primeira vacina humana licenciada contra essa doença parasitária que mata centenas de milhares de pessoas anualmente.

De acordo com a organização, a avaliação da vacina irá começar em outubro. O principal obstáculo a ser enfrentado para a aprovação é o fato de o tratamento oferecer apenas uma proteção parcial.

Leia também:

Malária resistente a medicamentos se espalha na Ásia

Primeira vacina contra malária tem resultados positivos

“Embora a RTS,S por si só não seja a resposta completa à malária, seu uso junto com outras medidas, como mosquiteiros e inseticidas, daria uma contribuição muito significativa para controlar o impacto da malária em crianças nessas comunidades africanas que mais precisam dela”, disse Andrew Witty, CEO da GlaxoSmithKlinie.

Atualmente, a malária mata 660.000 pessoas todo ano. Na África Subsaariana, região mais afetada pela doença, 1.300 crianças morrem diariamente — o equivalente a uma por minuto. No Brasil, o número de casos de malária tem diminuído, com 178.000 doentes e 41 mortes no ano passado.

(Com Reuters)