Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Portugal suspende obrigatoriedade de máscaras ao ar livre

O país tem uma das maiores taxas de vacinação do mundo

Por Giulia Vidale Atualizado em 13 set 2021, 20h19 - Publicado em 13 set 2021, 14h14

A partir desta segunda-feira, 13, o uso de máscaras ao ar livre não é mais obrigatório em Portugal. A exigência estava em vigor desde 28 de outubro do ano passado. Com 85,8% da população vacinada com ao menos uma dose e 78,8% totalmente imunizados, o país tem uma das maiores taxas de vacinação do mundo, segundo dados compilados pela Bloomberg, o que favorece o relaxamento de algumas medidas restritivas de combate à pandemia.

O acessório de proteção continua sendo obrigatório no transporte coletivo, no interior de órgãos públicos, supermercados, centros comerciais, lojas, cabeleireiros e restaurantes. Nas escolas, o uso é compulsório para educadores e alunos a partir dos 10 anos de idade.

LEIA TAMBÉM: Como a pandemia mudou a vida dos brasileiros

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), órgão responsável pelas regulamentações de saúde em Portugal, o uso de máscaras ao ar livre é recomendado “quando é previsível a ocorrência de aglomerados populacionais ou sempre que não seja possível manter o distanciamento físico recomendado”. Pessoas vulneráveis, como aquelas com doenças crônicas ou imunossupressão também são recomendadas a manter a medida de proteção.

Por outro lado, o uso é obrigatório, em qualquer local, por pessoas com sintomas de Covid-19 ou que tenham tido contato com um caso confirmado da doença.

Após um bom controle da pandemia durante a primeira onda da pandemia na Europa, Portugal enfrentou um aumento expressivo no número de novos casos e mortes pela Covid-19 em janeiro e fevereiro. O surto foi controlado em março o número de casos se manteve estável em um patamar baixo até junho, quando voltou a subir, mas em uma proporção bem menor à anterior. Atualmente, o país registra cerca de 1.200 novos diagnósticos diários, segundo informações da plataforma Our World in Data, ligado à Universidade de Oxford.

Continua após a publicidade
Publicidade