Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Pesquisa relaciona parasita a tentativas de suicídio

Pacientes infectados com protozoário teriam mais chances de tentar se matar

Por Da Redação 18 ago 2012, 10h20

Um parasita muito comum pode estar causando mudanças sutis no cérebro dos infectados, induzindo-os ao suicídio. Na maioria das vezes o protozoário Toxoplasma gondii, responsável pela toxoplasmose, é considerado inofensivo e sua infecção passa despercebida. No entanto, uma nova pesquisa publicada na revista Journal of Clinical Psychiatry mostrou que os pacientes infectados com o parasita têm maior probabilidade de tentar o suicídio.

Saiba mais

TOXOPLASMOSE

Doença causada pela ingestão do Toxoplasma gondii, protozoário encontrado nas fezes de gatos. Nas primeiras semanas de infecção pode causar sintomas parecidos com os da gripe, mas na maioria das vezes a doença passa despercebida. No entanto, em pacientes com o sistema imunológico comprometido, ela pode levar a inflamações no cérebro e a danos neurológicos, além de afetar músculos, coração e olhos. Nos piores casos, pode levar à morte.

DEPRESSÃO

A depressão é a mais comum das doenças psiquiátricas. Ela se manifesta por meio de sintomas como mudança de humor, perda de interesse em atividades do cotidiano, sentimento de culpa e distúrbios do sono e do apetite. O problema nem sempre é crônico, mas pode ser recorrente na vida de uma pessoa. Na pior das hipóteses, a depressão pode levar ao suicídio, que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é responsável por 850.000 mortes por ano.

Cerca de um terço da população mundial está contaminada pelo protozoário, mas na maior parte do tempo ele permanece dormente. Mas segundo a nova pesquisa ele pode causar inflamações que, ao longo do tempo, danificam as células cerebrais. Essa não é a primeira vez que pesquisadores relacionam infecções à depressão. “Pesquisas anteriores já haviam descoberto sinais de inflamação no cérebro de suicidas e pessoas em depressão. Outros estudos também já mostraram a relação entre o Toxoplasma gondii e tentativas de suicídio”, afirma Lena Brundin, pesquisadora da Universidade Estadual de Michigan e uma das autoras do estudo.

Continua após a publicidade

No entanto, esse é o primeiro estudo a medir as chances de uma pessoa infectada com o parasita tentar se matar. Para isso, os pesquisadores analisaram amostras do sangue de 54 adultos que tentaram o suicídio entre 2006 e 2010 e as compararam ao sangue de 30 voluntários escolhidos aleatoriamente.

Como resultado, os pacientes contaminados com o Toxoplasma gondii eram mais propensos a fazer parte do grupo de suicidas. “Nós descobrimos que se a pessoa estiver infectada pelo parasita, ela tem até sete vezes mais chances de tentar o suicídio”, diz a pesquisadora.

Os cientistas destacam que, no entanto, a maior parte das pessoas infectadas com o parasita não irá se matar. “Alguns indivíduos podem, por alguma razão, ser mais suscetíveis a desenvolver esses sintomas depois da infecção.”

Leia também:

Teste de sangue pode revelar depressão em adolescentes

Dormir em frente à televisão aumenta risco de depressão, diz estudo

Os pesquisadores dizem que ainda são necessários estudos maiores para confirmar a tese. No entanto, os resultados são promissores. “É muito positivo que estejamos encontrando fatores biológicos que levem os pacientes a se matar. Isso significa que nós podemos desenvolver novos tratamentos para prevenir o suicídio”, afirma a pesquisadora.

Continua após a publicidade
Publicidade