Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

OMS promete parecer de vacinas para uso emergencial na próxima semana

Comissão independente está fazendo avaliações dos imunizantes da Moderna e das chinesas Sinopharm e Sinovac Biotech

Por Da Redação Atualizado em 30 abr 2021, 18h04 - Publicado em 30 abr 2021, 18h03

Até o fim da próxima semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deve divulgar parecer sobre a inclusão de duas das principais vacinas chinesas contra a Covid-19 e do imunizante da Moderna em uma lista de uso emergencial. A diretora-geral assistente da OMS, a brasileira Mariângela Simão, disse nesta nesta sexta-feira, 30, que uma comissão independente está fazendo as avaliações. Até agora, a OMS incluiu em sua lista de uso emergencial apenas três vacinas contra a Covid-19: Pfizer, AstraZeneca e Johnson & Johnson.

As vacinas da Moderna e da chinesa Sinopharm estão sendo examinadas nesta sexta-feira. Outro imunizante da China, a CoronaVac, fabricada pela Sinovac Biotech, deve passar por testes na semana que vem. “Então, até o início da próxima semana ou no final da próxima semana, divulgaremos a avaliação final dessas três vacinas”, disse Simão em uma entrevista coletiva.

A lista de uso emergencial da OMS sinaliza às agências reguladoras nacionais que uma vacina é segura e eficaz. Permite também que estes imunizantes sejam comprados e distribuídos pelo Covax, o programa internacional de compartilhamento com países mais pobres.

Se aprovadas, as duas vacinas chinesas seriam as primeiras desenvolvidas em um país não-ocidental a receberem o apoio da OMS. A China já distribuiu internamente milhões de doses das suas duas principais vacinas. O país também as exporta para muitos países, particularmente na América Latina (incluindo o Brasil), na Ásia e na África.

Com Agência Brasil

Continua após a publicidade
Publicidade