Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

OMS diz que sublinhagem BA.2 da ômicron é predominante no mundo

Entidade informou em relatório que 86% dos casos são de linhagem descendente da variante de preocupação

Por Paula Felix Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 24 mar 2022, 16h04

O último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a Covid-19 mostrou que a sublinhagem BA.2 da variante de preocupação ômicron superou a BA.1 e se tornou predominante no mundo. Segundo a entidade, o sequenciamento genômico de amostras positivas para SARS-CoV-2 mostrou que 86% dos casos correspondem à sublinhagem. A variante ômicron começou a circular em novembro do ano passado e, de acordo com a análise dos últimos 30 dias, ela é responsável por 99,8% dos testes positivos.

A BA.2 tem sido associada ao aumento de casos de Covid-19 em países da Europa e na China por sua facilidade de se disseminar. A OMS informou observou que, após queda no número de novos casos por semana a partir do fim de janeiro deste ano, o índice aumentou pela segunda semana seguida. No período de 14 a 20 deste mês, houve um aumento de 7% em relação à semana epidemiológica anterior.

Apesar do crescimento de casos, os novos óbitos está em queda e teve redução de 23% em comparação com a semana passada. A entidade contabilizou 12,3 milhões de novos casos e 32,9 mil mortes por Covid-19 no período.

Em relação aos países, a Coreia do Sul lidera o ranking de novos casos semanais, com 2,8 milhões de registros, seguida por Vietnã (1,8 milhão), Alemanha (1,5 milhão), França (582,3 mil) e Austrália (513.388). Em mortes, lideram Rússia (3.681 novas mortes), Estados Unidos (3.612), Brasil (2.242), Coreia do Sul (2.033) e China (1.921 novas).

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.