Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ômicron aparece em 92,6% de 337 amostras analisadas em 8 estados

Resultado é de levantamento do Instituto Todos pela Saúde em parceria com laboratórios particulares

Por Paula Felix 6 jan 2022, 17h21

Um novo levantamento do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) em parceria com laboratórios particulares apontou a presença da variante de preocupação ômicron em 92,6% de 337 amostras positivas para o Sars-CoV-2 coletadas entre 26 de dezembro e 1º de janeiro. Um balanço anterior, com 640 testes positivos de 1 a 25 de dezembro, tinha encontrado a nova cepa em 31,7% das infecções.

No período, foram coletadas 2.463 amostras pelos laboratórios Dasa e DB Molecular e, das 337 positivas, 312 eram de infecções pela nova variante. Ela foi detectada em 80 municípios de oito estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Santa Catarina e Tocantins. Também foi encontrada no Distrito Federal.

Para identificação da variante, os laboratórios estão usando o RT-PCR Especial, uma técnica que verifica as deleções, remoções de fragmentos de genes, características da ômicron.

“O instituto considera relevante para as decisões de saúde pública a divulgação dos dados de teste RT-PCR Especial, principalmente neste momento em que o país vive um apagão de dados oficiais. Aliado a isso, temos de lidar com a baixa capacidade de testagem de casos e de sequenciamento genômico para acompanhamento das variantes”, afirmou Jorge Kalil, diretor-presidente do ITpS, em comunicado sobre os dados.

O levantamento mostrou ainda que, no período de um mês, o número de casos positivos novo coronavírus passou de 5% para 13,7%, o que pode demonstrar um impacto da entrada da nova variante.

Continua após a publicidade

Publicidade