Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Número de mortes por câncer de útero aumentou

Somente em 2010, 1.937 mulheres britânicas morreram vítimas da doença

Por Da Redação - 7 abr 2012, 14h03

O número de mortes por câncer de útero aumentou 18% na última década, segundo o Centro de Pesquisa de Câncer da Grã-Bretanha. Contudo, de acordo com o estudo, divulgado na última quinta-feira, as mulheres que sobrevivem após o tratamento vivem por mais tempo do que antes.

O câncer de útero é o quarto tipo mais comum de câncer entre as mulheres, sendo que tende a surgir depois da menopausa. Entre 1970 e 1996, havia 13 casos de câncer uterino para cada 100 mulheres na Grã-Bretanha. Agora, há 19 para cada 100, um aumento de 43%.

Somente em 2010, 1.937 mulheres morreram vítimas do câncer. Porém, as taxas de sobrevivência aumentaram, já que 77% das mulheres vivem no mínimo cinco anos após o tratamento.

“É altamente preocupante que mais mulheres estejam morrendo de câncer de útero, mas nós não devemos ignorar o fato de que as chances de sobrevivência após a doença estão melhores do que nunca”, disse Jonathan Ledermann, ginecologista especialista em câncer do centro de pesquisa.

Publicidade

Além disso, o estudo aponta que a obesidade aumenta o risco desse tipo de câncer. O centro incentiva as mulheres, principalmente as que estão na menopausa, a praticarem exercícios e manterem uma dieta saudável como prevenção.

Publicidade