Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Número de cirurgias bariátricas cresce 500% em dez anos

Foram 30.000 operações em 2009. País só fica atrás dos EUA

O número de cirurgias bariátricas, conhecidas como redução de estômago e indicadas no tratamento da obesidade mórbida, registrou aumento de 500% no Brasil na última década, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica divulgados nesta sexta-feira. O procedimento foi realizado 5.000 vezes em 1999, ante 30.000 ocorrências em 2009. Esse crescimento coloca o Brasil na segunda posição do ranking mundial de cirurgias bariátricas, ficando atrás apenas dos EUA, com 300.000 procedimentos por ano.

A redução do estômago para perda de peso é recomendada quando o índice de massa corporal (IMC) é maior do que 40 em pessoas com idade superior a 18 anos, homens ou mulheres. O procedimento pode ser recomendado, ainda, se o IMC estiver entre 35 e 40 e o paciente apresentar diabetes, hipertensão arterial, apneia do sono, hérnia de disco ou outras doenças associadas à obesidade.

Calcule seu IMC

�Nos casos em que o IMC do paciente fica entre 35 e 40 é preciso uma avaliação prévia para certificar-se de que a cirurgia bariátrica é recomendável. A operação é a última opção para o paciente que já tentou, sem sucesso, reduzir peso por métodos tradicionais�, explica o médico Roberto Rizzi, especialista em obesidade. A cirurgia, porém, não garante a redução de peso em definitivo.

(Com Agência Estado)