Clique e assine a partir de 9,90/mês

Novos exames confirmam diagnóstico de ebola para enfermeira americana

É o primeiro caso de contágio da doença nos Estados Unidos

Por Da Redação - 12 out 2014, 17h27

Comunicado divulgado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, na tarde deste domingo, confirmou que a enfermeira americana em observação no Texas Health Presbyterian Hospital de Dallas tem mesmo o vírus ebola. Os resultados de um exame preliminar indicando a doença haviam sido divulgados nesta manhã.

A informação confirma o primeiro caso de contágio de ebola em solo americano, uma vez que pacientes tratados no país anteriormente – entre eles, Thomas Eric Duncan, que esteve sob os cuidados da enfermeira infectada – contraíram a doença no continente africano.

Durante uma entrevista coletiva realizada na manhã deste domingo, Tom Frieden, diretor do CDC em Atlanta, informou que dois procedimentos de alto risco nessas circunstâncias podem ter ocasionado o contágio da enfermeira: a entubação respiratória e a diálise. Os detalhes dos dois procedimentos realizados em Duncan serão revisados pelas autoridades.

Leiam também:

Continua após a publicidade

Falha no protocolo resultou em contágio de ebola nos EUA

Ebola: como o vírus ‘burro’ se tornou uma epidemia

A enfermeira estava se automonitorando após o atendimento a Duncan. Na última sexta-feira, ela percebeu febre baixa e foi isolada para diagnóstico. As autoridades já acompanhavam 48 pessoas que tiveram contato com o liberiano antes de sua internação. Agora, o monitoramento será estendido aos profissionais que o atenderam após o isolamento no hospital. Segundo Frieden, a enfermeira exibe sintomas leves e tem quadro estável.

Brasil – Neste sábado, o Ministério da Saúde divulgou o resultado do exame laboratorial do primeiro suspeito de contágio por ebola no Brasil: negativo. Neste domingo, mais material será colhido do guineense Souleymane Bah, de 47 anos, e o resultado será divulgado na segunda-feira. Só então, segundo o Ministério, será possível afirmar com certeza se Bah está ou não com o ebola.

Continua após a publicidade

No entanto, o ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou em coletiva de imprensa que o Brasil que é altamente improvável que o Brasil registre “casos explosivos” de ebola. Segundo ele, o fluxo relativamente pequeno de turistas que viajam do Brasil para países da África Ocidental e a preparação da rede de saúde brasileira para lidar com a doença minimizam os riscos de uma epidemia. “Temos um caso suspeito, é possível que apareçam outros, mas continuaremos trabalhando do jeito que já estamos”, disse.

Especialistas em infectologia elogiaram a atuação do Brasil no primeiro caso de suspeita de ebola. Tão logo surgiu a suspeita, Bah foi posto em isolamento após procurar um hospital do Paraná relatando ter tido febre nos dois dias anteriores. O caso foi relatado ao Ministério da Saúde e, na sexta feira, o paciente foi transferido a uma unidade de referencia do Rio de Janeiro.

Publicidade