Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novo surto de gripe aviária na China chega a Pequim

Vírus H7N9 já infectou mais de 40 e provocou onze mortes no país asiático

Por Da Redação 13 abr 2013, 03h44

A China confirmou neste sábado que uma menina de 7 anos, moradora de Pequim, foi infectada pelo novo vírus da gripe aviária, o H7N9. Foi o primeiro caso da nova cepa da gripe registrado na capital do país. Desde o final de março, quando o vírus foi detectado pela primeira vez em humanos, mais de 40 pessoas já foram contaminadas pelo H7N9 na China, principalmente na região de Xangai. Até agora, o surto provocou onze mortes.

De acordo com a agência estatal Xinhua, o pai da criança infectada em Pequim trabalha em um comércio de frangos. A agência acrescenta que duas pessoas que tiveram contato próximo com a criança não apresentam sintomas da doença.

Leia mais:

ONU demonstra preocupação com gripe aviária na China

OMS não vê indício de transmissão humana do vírus H7N9

Origem incerta – A fonte exata da infecção é desconhecida, mas amostras apontaram resultados positivos em algumas aves comercializadas em mercados avícolas, que permanecem sendo o foco das investigações das autoridades chinesas.

O novo vírus é grave para a maioria das pessoas, o que despertou temores de que, caso se torne facilmente transmissível, possa causar uma pandemia mortal de gripe. No entanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) diz que ainda não há evidências da transmissão do H7N9 entre pessoas, algo que poderia provocar uma pandemia. Recentemente, a ONU manifestou preocupação com a possibilidade do novo vírus se espalhar além das fronteiras da China, principalmente no Sudeste Asiático.

Histórico – O H5N1, outra cepa do vírus da gripe aviária, provocou mais de 300 mortes de humanos desde 2003. Segundo a OMS, a maioria dos tipos de vírus da gripe aviária não contamina seres humanos e a maior parte dos casos de infecção pelo H5N1 ocorreu a partir do contato com aves infectadas.

(Com agências EFE e France-Presse)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)