Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novo grupo de médicos cubanos chega hoje ao Brasil

Eles estão entre os 3 000 profissionais do país que vão ocupar vagas do programa do Ministério da Saúde

Um novo grupo de médicos cubanos chega ao Brasil nesta segunda-feira e desembarca em três capitais: São Paulo, Fortaleza e Vitória. O Ministério da Saúde não divulgou quantos profissionais vão desembarcar no dia, mas eles estão entre os 3 000 cubanos que vêm ocupar vagas do programa Mais Médicos. Os profissionais serão alocados em postos não preenchidos por candidatos brasileiros e demais estrangeiros do programa. A expectativa é de que eles iniciem as atividades em dezembro.

Segundo a pasta, até o fim desta semana, 300 médicos cubanos vão desembarcar em São Paulo; 236 em Fortaleza; 400 em Vitória; 192 em Belo Horizonte; e 1 872 em Brasília. Na última semana, parte deles já havia chegado a Belo Horizonte e Brasília. Os médicos vão passar por um treinamento de três semanas em alguma dessas cinco capitais e, após esse período, deverão receber o registro provisório e ser encaminhados aos municípios onde atuarão.

A meta do governo é preencher 12 996 vagas de médicos até março de 2014. Atualmente, 3 664 profissionais participam do programa, sendo 819 brasileiros e 2 845 formados no exterior. Com a chegada dos 3 000 cubanos, o Mais Médicos encerrará o ano com cerca de 6 600 profissionais, praticamente a metade do número total de vagas.

Rio de Janeiro – Nesta semana, outros 65 médicos cubanos inscritos no Mais Médicos deverão começar a atuar em favelas das zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 31 médicos serão distribuídos por dezoito unidades de atenção primária na Zona Norte e atenderão moradores do Complexo do Alemão, do Jacarezinho e da Maré – favela que ainda não recebeu uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Outros 34 serão alocados em 22 postos da Zona Oeste, nos bairros de Realengo, Cosmos e Costa Barros.

Leia também:

Programa Mais Médicos começa com faltas no Rio

Dilma quebra acordo e veta criação de carreira para profissionais do Mais Médicos

Dilma sanciona lei do Mais Médicos e homenageia cubano hostilizado no Ceará

SP será maior beneficiado na 2º etapa do Mais Médicos