Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

No Brasil, 87% se arrependem de ter começado a fumar

De acordo com pesquisa divulgada pelo Inca, fumante brasileiro consome em média dezessete cigarros por dia

Por Da Redação 30 Maio 2014, 16h18

Uma pesquisa internacional divulgada nesta sexta-feira mostrou que 87% dos tabagistas no Brasil se arrependem de ter começado a fumar. O índice é maior do que os outros dois países da América Latina que participaram do estudo, México (74%) e Uruguai (66%). De acordo com o levantamento, os fumantes mais arrependidos são os da Tailândia (96%).

Os resultados, divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), fazem parte da Pesquisa Internacional de Tabagismo (ITC, na sigla em inglês), que foi coordenada pela Universidade de Waterloo, no Canadá, e realizada em vinte países. No Brasil, o estudo foi feito com 1 830 adultos do Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Os participantes foram entrevistados duas vezes: uma em 2009 e outra entre 2012 e 2013.

Leia também:

​Número de fumantes cai 20% em seis anos no Brasil

Segundo a pesquisa, mais da metade dos fumantes do país tem uma opinião negativa sobre o tabagismo (56% dos homens e 66% das mulheres). A maioria sente que está muito dependente do cigarro (54%) e 80% já tentaram parar de fumar.

Continua após a publicidade

Hábitos – No Brasil, a maioria dos tabagistas (93%) fuma diariamente. O consumo médio é de dezessete cigarros por dia. Em 2013, 20% dos fumantes afirmaram que acendiam o primeiro cigarro do dia em até 5 minutos após acordar, e 50%, em até 30 minutos.

A pesquisa internacional também reforçou que o aumento dos impostos sobre o cigarro está diretamente associado à redução do número de fumantes. No Brasil, a tributação sobre o cigarro mais que dobrou (aumento de 116%) entre 2006 e 2013. Nesse mesmo período, a venda de cigarros no país caiu 32% e o número de fumantes, 28%.

No Brasil, 65% dos fumantes afirmam que o preço dos cigarros já fez com que eles pensassem em parar de fumar nos últimos seis meses. Trata-se de uma taxa menor do que países como Austrália (78%), França (74%) e Estados Unidos (75%).

Segundo levantamento do Ministério da Saúde divulgado no mês passado, 11,3% da população brasileira é fumante. Há oito anos, o índice era de 15,7%.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)