Clique e assine a partir de 8,90/mês

MP pede suspensão de mosquito da dengue transgênico em Piracicaba (SP)

Projeto contratado pela prefeitura prevê a soltura de mosquitos geneticamente modificados na cidade como medida de combate à doença

Por Da Redação - 17 mar 2015, 18h26

O Ministério Público Estadual pediu que seja suspensa a soltura do mosquito Aedes aegypti geneticamente modificado para combater a dengue em Piracicaba, na região de Campinas, no interior de São Paulo. O projeto foi contratado pela prefeitura e prevê a primeira soltura dos mosquitos transgênicos no fim de abril, no bairro Cecap. Apenas machos devem ser liberados no ambiente e, ao copularem com as fêmeas, produzirem descendentes incapazes de chegar à idade adulta e, assim, transmitir a doença.

Leia também:

Panamá investe em mosquitos geneticamente modificados para conter dengue

A cidade seria a primeira no Estado de São Paulo a testar essa forma de controle da dengue. Na sexta-feira, o MP local acatou representação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, que alertava para a falta de aprovação do Aedes aegypti transgênico pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A prefeitura informou que já recebeu os questionamentos do MP e enviará a resposta ainda nesta terça-feira. A expectativa é de que até a data da soltura o impasse esteja resolvido.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade