Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre Carl Wood, o cientista responsável pela primeira fertilização in vitro do mundo

O australiano, que desenvolveu a primeira gravidez por fertilização in vitro, sofria de Alzheimer desde 2004

O cientista e ginecologista australiano Carl Wood, responsável pela primeira gravidez por meio de fertilização in vitro (FIV) em 1973 e pelo primeiro bebê de proveta a partir de um embrião congelado uma década depois, faleceu ao 82 anos. Carl Wood, que sofria da doença de Alzheimer desde 2004, morreu no dia 23 de setembro, em uma clínica de Melbourne.

Seu laboratório na Universidade Monash, em Melbourne, na Austrália, desenvolveu a primeira gravidez por FIV em 1973, cinco anos antes do nascimento na Inglaterra de Louise Brown, em 1978, o primeiro ser humano concebido por FIV. A fertilização não prosperou e a gravidez foi interrompida poucos dias depois, mas os trabalhos de Wood foram cruciais para o posterior desenvolvimento da FIV.

Após o nascimento do primeiro bebê de proveta australiano em 1980, o cientista foi responsável por dois feitos inéditos em 1983: o êxito de uma FIV com um embrião congelado e uma gravidez a partir de um óvulo fecundado.

Os marcos da fertilização in vitro

1973 Em seu laboratório na Univerdade Monash, em Melbourne, na Austrália, Carl Wood desenvolveu a primeira gravidez por fertilização in vitro (FIV) do mundo. A gestação, no entanto, não prosseguiu. 1978 Nasce a primeira criança por FIV no mundo, a britânica Louise Brown. O médico autor da façanha, Robert Edwards, ganharia o prêmio Nobel de medicina pelo feito em 2010 (leia mais). 1980 Carl Wood e sua equipe são os responsáveis pelo nascimento do primeiro bebê de proveta da Austrália, o terceiro do mundo. 1983 Mais uma vez, Carl Wood é pioneiro ao desenvolver o primeiro nascimento de um bebê de proveta a partir de um embrião congelado

(Com Agência France-Presse)