Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ministério da Saúde faz pedido à Anvisa para autorizar autoteste de Covid

Pasta orienta que o autoteste seja utilizado de forma complementar, como estratégia de triagem, e que quem testar positivo deve fazer o isolamento

Por Da Redação 13 jan 2022, 20h27

O Ministério da Saúde enviou nesta quinta-feira, 13, o pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para autorizar o autoteste de Covid-19 no Brasil.

A pasta orienta que o autoteste seja utilizado de forma complementar, como estratégia de triagem, e que pessoas que testarem positivo devem fazer o isolamento para prevenção de novas infecções. Além disso, o ministério diz que “a prevenção por vacina e medidas não farmacológicas sejam devidamente recomendadas”.

Segundo a nota técnica, o público-alvo desse tipo de teste é qualquer indivíduo, sintomático ou assintomático, independentemente de seu estado vacinal ou idade, que tenha interesse em realizar a autotestagem.

Para a aprovação do autoteste, o Ministério da Saúde recomenda que as instruções para uso devem contar informações sobre período de incubação do vírus, do métodos e outras necessárias para permitir que a pessoa use de forma adequada. Além disso, O solicitante de registro do teste deve fornecer canal de comunicação para tirar dúvidas dos usuários, 24 horas por dia, 7 dias por semana, e o produto deve ser fornecido com todos os componentes necessários para a realização do teste.

Atualmente, a venda do autoteste não é liberada no Brasil. O exame pode ser feito em casa com a coleta do material no nariz com cotonete ou por saliva. O autoteste, no entanto, tem sensibilidade menor do que outros exames, como o RT-PCR, e está sujeito ao erro do paciente não treinado.

Continua após a publicidade

Publicidade