Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Médicos fazem protesto na Avenida Paulista, em São Paulo

Profissionais que atendem planos de saúde reivindicam medidas como fim da interferência na relação médico e paciente

Cerca de 500 médicos realizaram um protesto na região da Avenida Paulista, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a manifestação começou por volta das 10 horas. A Polícia Militar afirmou que, até as 13 horas, havia manifestantes no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

O grupo, segundo a CET, chegou à Avenida pela Rua Pamplona e saiu em passeata, ocupando as duas faixas da direita, em direção à Rua da Consolação. Ao chegar à altura do número 2.020, a CET afirma que o grupo passou a ocupar apenas a calçada.

Paralisação – Nesta quarta-feira, médicos de 12 estados brasileiros que atendem planos de saúde suspenderam os atendimentos durante 24 horas. A manifestação pretende chamar a atenção para as reivindicações dos profissionais, que incluem a criação de regras para credenciamento e descredenciamento de médicos; o fim das explicações para os procedimentos médicos realizados; e o estabelecimento de uma data base anual para reajuste ou fixação de aditivos contratuais com redefinição dos valores dos serviços contratados.

(Com Agência Estado)