Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Médico italiano com ebola desembarca em Roma

O paciente, o primeiro italiano vítima do vírus, chegou ao aeroporto militar de Pratica di Mare, ao sul de Roma, a bordo de um avião militar

Por Da Redação 25 nov 2014, 07h33

O médico italiano que contraiu o vírus Ebola em Serra Leoa desembarcou na manhã desta terça-feira em Roma para receber tratamento.

O paciente, o primeiro italiano vítima do vírus, chegou ao aeroporto militar de Pratica di Mare, ao sul de Roma, a bordo de um avião militar. Ele foi levado em uma ambulância escoltada pela polícia até o Instituto Nacional para Doenças Infecciosas Lazzaro Spallanzani, ao sudoeste da capital italiana.

O médico, que não teve a identidade divulgada, trabalhava para a organização não governamental italiana Emergency em um centro para doentes de ebola em Lakka, nos arredores da capital, Freetown.

De acordo com a ONG, o médico apresentou resultado positivo ao teste do vírus ebola, mas o Ministério da Saúde italiano destacou que até o momento ele não apresenta febre ou algum sintoma severo e que o estado geral é considerado bom.

Leia também:

Butantã vai desenvolver soro contra o ebola

Continua após a publicidade

Ebola: como o vírus ‘burro’ se tornou uma epidemia

Mortes – A epidemia, que começou há quase um ano, matou 5.459 pessoas, de um total de 15.351 casos detectados, segundo o balanço mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS). Oito países foram afetados pela epidemia: Serra Leoa, Guiné, Libéria, Mali, Nigéria, Senegal, Espanha e Estados Unidos.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade