Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

MEC reprova 27 cursos de medicina do país

Entre os cursos que tiveram nota "insatisfatória" em avaliação da pasta, cinco são oferecidos por universidade federais

Por Da Redação 18 dez 2014, 15h52

Dos 154 cursos de medicina avaliados pelo Ministério da Educação (MEC), 27 foram considerados “insatisfatórios” por terem recebido nota 2 no Conceito Preliminar de Curso (CPC). A avaliação classifica os cursos em uma escala de 1 a 5 e é realizada a cada três anos. As notas divulgadas nesta quinta-feira se referem ao ano de 2013 – a última vez que as instituições haviam sido avaliadas, portanto, foi em 2010.

Leia também:

Curso de medicina da USP prevê mudanças para 2015

Dos cursos que tiveram nota ruim, cinco são de universidades federais: a Universidade Federal do Pará; a Universidade Federal do Rio Grande do Sul; a Universidade Federal de Pelotas; a Universidade Federal de São João Del Rei; e a Universidade Federal de Campina Grande.

Dos outros cursos avaliados, três foram classificados como “sem conceito” porque são novos e ainda não completaram o ciclo de avaliação de três anos. O restante teve nova 3 ou 4. Nenhum foi classificado com a nota máxima.

Os cursos que obtêm notas 1 ou 2 no CPC podem ser alvos de medidas administrativas, como redução do número de vagas. No entanto, o MEC divulgou apenas as notas de cada curso, e não o que acontecerá com aqueles que foram mal avaliados.

O CPC 2013 também avaliou outros cursos de graduação, como enfermagem, odontologia e agronomia. Segundo o MEC, o CPC leva em consideração os resultados do Enade, a infraestrutura das universidades e a titulação do corpo docente.

Continua após a publicidade
Publicidade