Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jovens obesos têm risco duas vezes maior de morrer antes dos 55 anos

Levantamento dinamarquês aponta um risco duas vezes maior de problemas de hipertensão, infarto do miocárdio e morte prematura em jovens obesos

Jovens obesos têm um risco duas vezes maior de morrer antes de completar 55 anos, em comparação aos que têm um peso normal. O alerta vem de um estudo publicado no periódico inglês British Medical Journal Open. De acordo com a pesquisa, a obesidade está diretamente relacionada a eventos cardiometabólicos antes dos 55 anos, incluindo trombose venosa (formação de coágulos no interior de veias). Os homens jovens e obesos têm ainda riscos quase 30% mais elevados de desenvolver diabetes tipo 2 e de morrer por problemas cardiovasculares.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Obesity in young men, and individual and combined risks of type 2 diabetes, cardiovascular morbidity and death before 55 years of age: a Danish 33-year follow-up study

Onde foi divulgada: periódico BMJ Open

Quem fez: Morten Schmidt e equipe

Instituição: Universidade de Aarhus, na Dinamarca

Dados de amostragem: 6.502 homens dinamarqueses nascidos em 1955 e acompanhados por 33 anos após completarem 22 anos de idade

Resultado: A obesidade foi associada a riscos 28% maiores para problemas de saúde. Os riscos para diabetes 2 eram oito vezes maiores, quatro vezes maiores para tromboembolismo e duas vezes maiores para hipertensão, infarto do miocárdio e morte.

Para o levantamento, foram analisadas informações de 6.502 homens dinamarqueses com 22 anos de idade em 1977. A maioria deles (83%) estava com o peso considerado normal (índice de massa corporal, IMC, entre 18,5 e 25), e 5% estavam abaixo do peso. Um em cada 10 (639 homens) estava acima do peso e 1,5% (97) estava obeso (IMC acima de 30).

O acompanhamento continuou por 33 anos, até a morte dos voluntários, a ocorrência de emigração ou quando completassem 55 anos de idade – o que viesse primeiro. Antes de completar 55 anos de idade, 48% dos homens que tinham sido diagnosticados como obesos aos 22 anos de idade tinham desenvolvido algum tipo de patologia, como diabetes tipo 2, hipertensão, infarto do miocárdio, derrame, trombose venosa ou haviam morrido.

Em comparação com os homens de peso normal, os jovens obesos tinham 28% mais riscos de algum problema de saúde. A obesidade se mostrou ainda associada a um risco oito vezes maior de diabetes tipo 2, quatro vezes maior para tromboembolismo e duas vezes maior para a hipertensão, infarto do miocárdio e morte.

Cada ponto a mais do IMC correspondia a um risco 5% maior de infarto, 10% maior de hipertensão ou presença de coágulos nas veias e 20% maior de diabetes tipo 2.

(Com agência France-Presse)