Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jovens estão dispensando o uso do preservativo, diz estudo

Sexo desprotegido é feito por 56% dos adolescentes da América Latina

O número de jovens que mantiveram relações sexuais sem o uso de preservativo no Ocidente teve uma forte alta nos últimos dois anos, aponta uma pesquisa da fundação britânica de planejamento familiar International Planned Parenthood Federation (IPPF) divulgada nesta segunda-feira.

O estudo mostra um aumento do sexo desprotegido principalmente entre adolescentes dos Estados Unidos e da Europa. Entre os americanos, a porcentagem subiu de 38% em 2009 para 53%, enquanto a França registrou um aumento de 19% para 40%.

A pesquisa, realizada por ocasião do Dia Mundial da Contracepção, também aponta a Tailândia como um foco de preocupação, uma vez que 62% dos jovens tailandeses fizeram sexo sem proteção com um novo parceiro. A porcentagem também foi superior a 50% na China, Coreia do Sul, Noruega e Estônia. Na América Latina, essa porcentagem ficou em 56%, apesar de 32% dos adolescentes terem classificado o método contraceptivo como a maior preocupação em uma relação sexual.

O estudo destaca que, na Europa, na região Ásia-Pacífico, América Latina e nos Estados Unidos, o principal motivo para a ausência do preservativo foi não tê-lo disponível no momento da relação sexual.

“Os resultados mostram que muitos jovens têm pouco conhecimento sobre uma vida sexual saudável, têm receio de exigir o uso de preservativo, ou não desenvolveram a habilidade de negociar o uso da camisinha com o parceiro”, assinala Jennifer Woodside, da Federação Internacional de Planejamento Familiar.

A pesquisa ouviu 5.426 jovens de 15 a 30 anos em 26 países, entre abril e maio.

(Com Agência France-Presse)