Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ir à escola caminhando ou de bicicleta diminui risco de obesidade entre jovens

Jovens que caminham ou vão de bicicleta ao colégio apresentam um risco 33% menor de terem problemas de excesso de peso

Adolescentes que caminham ou vão de bicicleta ao colégio três vezes ou mais na semana apresentam um risco 33% menor de terem problemas de excesso de peso do que os que vão de carro ou ônibus, mostra um estudo publicado nesta segunda-feira na revista Pediatrics. Além disso, jovens que participam de ao menos três times de algum esporte (de futebol, basquete, vôlei e etc), em relação àqueles que não praticam nenhuma atividade como essa, têm uma probabilidade 27% menor de terem sobrepeso e 39% de serem obesos.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Influence of Sports, Physical Education, and Active Commuting to School on Adolescent Weight Status

Onde foi divulgada: revista Pediatrics

Quem fez: Keith Drake, Michael Beach, Meghan Longacre, Todd MacKenzie e outros

Instituição: Faculdade de Medicina de Dartmouth, Estados Unidos

Dados de amostragem: 1.718 jovens de 15 a 18 anos

Resultado: Jovens que caminham ou vão de bicicleta à escola ao menos três vezes na semana têm um risco 33% menor de terem sobrepeso ou obesidade do que quem vai de carro ou ônibus; adolescentes que participam de pelo menos três equipes esportivas reduzem essa chance em até 39%

Para chegar a essas conclusões, uma equipe de pesquisadores da Faculdade de Medicina de Dartmouth, nos Estados Unidos, selecionou 1.718 estudantes do Ensino Médio (de 15 a 18 anos). Eles, assim como seus pais, foram questionados sobre hábitos alimentares, se faziam parte de alguma equipe esportiva ou se realizavam outros tipos de atividade física. Cerca de 30% dos participantes tinham obesidade ou sobrepeso e três entre quatro adolescentes participavam de ao menos um time esportivo.

Segundo a pesquisa, entre os adolescentes que não faziam parte de nenhuma equipe esportiva, 40% tinham obesidade ou sobrepeso. Esse índice foi de 22%, ou seja, quase a metade, entre os jovens que praticavam ao menos dois esportes. O estudo não encontrou redução do risco de obesidade com a prática de atividades nas aulas de educação física do colégio ou nos momentos de lazer.

Para o coordenador do estudo, Keith Drake, a vantagem da prática de vários esportes, em comparação com somente um, está no fato de que o jovem se manterá ativa durante todo o ano. O pesquisador estima que a taxa de obesidade entre jovens diminuiria em 26% se todos os adolescentes passassem a praticar ao menos dois esportes, e em 22% se trocassem, três vezes por semana, o carro ou o ônibus pela bicicleta ou pela caminhada para irem à escola.