Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Infarto em mulheres pode ser confundido com ansiedade

Segundo pesquisadores, nos hospitais, homens são submetidos a eletrocardiogramas e desfibrilação com mais frequência e rapidez do que as mulheres

As mulheres correm mais risco do que os homens de morrer de ataque cardíaco devido a um diagnóstico mal feito que atribua seu mal-estar a um ataque de ansiedade, diz um estudo divulgado nesta segunda-feira no Canadá.

Cientistas da Universidade de McGill pesquisaram a diferença de mortalidade entre homens e mulheres que sofrem ataques do coração. Eles interrogaram 1 123 pacientes de 18 a 55 anos hospitalizados em 24 instituições do Canadá, dos Estados Unidos e da Suíça. Os pacientes, todos com síndrome coronariana aguda, responderam o questionário nas 24 horas posteriores à entrada no centro médico. Ao analisar os dados das mulheres, os cientistas detectaram maior risco de sofrer de diabetes, hipertensão, depressão e ansiedade do que neles, além de mais casos de doenças cardíacas na família.

Leia também:

Em mulheres, dor no peito não é suficiente para diagnosticar infarto

Ataque de raiva aumenta o risco de infarto e derrame, aponta estudo

Estes resultados, explicou, sugerem que a equipe médica tem mais probabilidade de confundir um evento cardíaco nas mulheres com sintomas de ansiedade.

(Com AFP)