Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Homens são duas vezes mais propensos a se tornarem alcoólatras

Ao ingerir uma bebida alcoólica, o cérebro do homem libera mais dopamina que o da mulher

A dopamina é um neurotransmissor diretamente relacionado às sensações de prazer e motivação.

Os homens são duas vezes mais suscetíveis a se tornarem alcoólatras do que as mulheres. Ao consumir uma cerveja ou uma taça de vinho, o cérebro masculino libera uma quantidade maior de dopamina que o cérebro feminino. A dopamina é um neurotransmissor diretamente relacionado às sensações de prazer e motivação. A descoberta dos cientistas das Universidades de Columbia e de Yale foi publicada no periódico Biological Psychiatry.

Durante os testes, os cientistas descobriram que essa mesma substância era liberada em quantidades maiores em uma região do cérebro do homem associada ao prazer, ao reforço e ao vício. “Outra descoberta importante é o fato de que menos dopamina é liberada depois de bebedeiras sucessivas. Isso pode ser um dos indícios de tolerância ou do começo de um vício, ao precisar de doses maiores de álcool para sentir prazer”, diz a médica Nina Urban, uma das autoras do estudo. Para os pesquisadores, a identificação do mecanismo neural ligado ao alcoolismo – mais prevalente no homem – é um importante caminho para futuros tratamentos e projetos de prevenção. O álcool é uma das substâncias mais usadas de maneira abusiva no mundo todo. Dados da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead) estimam que cerca de 9% da população brasileira adulta é dependente do álcool.