Clique e assine a partir de 9,90/mês

Homem morre ao contrair infecção após ser lambido por seu cachorro

O alemão de 63 anos morreu por falência múltipla dos órgãos depois de contrair a bactéria 'C. canimorsus' – comum à saliva de gatos e cães

Por Redação - Atualizado em 26 nov 2019, 15h37 - Publicado em 26 nov 2019, 15h31

Um alemão de 63 anos morreu depois de contrair uma infecção rara através da lambida de seu cachorro. A doença foi causada pela bactéria Capnocytophaga canimorsus, comumente encontrada na boca de cães e gatos. A transmissão desse microrganismo para o ser humano é rara, mas quando acontece está geralmente associada a mordidas. No entanto, especialistas alertam que algumas circunstâncias podem facilitar a entrada da bactéria na corrente sanguínea, como ter uma ferida aberta na região que o animal lambeu.

“A C. canimorsus faz parte da flora normal da boca de um cão e geralmente não causa nenhum tipo de doença significativa. No entanto, no lugar errado, na hora errada, no paciente errado, pode levam a infecções graves – mas muito, muito raramente”, explicou Stephen Cole, da Universidade da Pensilvânia, à rede americana CNN.

Os sintomas

Segundo os médicos que atenderam o homem, a infecção começou a se manifestar com sintomas de gripe, como febre e dificuldade para respirar, o que fez com que o paciente deixasse de procurar atendimento médico imediato. Ele só foi ao hospital depois de três dias, quando passou a apresentar uma erupção cutânea no rosto e dores nos nervos e músculos da perna.

Ao realizar exames, a equipe constatou que ele tinha um sangramento subcutâneo nas pernas, além de lesão renal, disfunção hepática, ausência de fluxo sanguíneo para os músculos e não conseguia urinar. Para tratar o problema, os médicos prescreveram um coquetel antibiótico, mas não houve melhora. Pouco tempo depois, o homem teve uma parada cardíaca da qual foi possível ressuscitá-lo. 

Continua após a publicidade

Os médicos só conseguiram descobrir a real origem da infecção quatro dias após a internação. Com o diagnóstico correto, ele foi medicado, mas o tratamento não surtiu efeito e ele contraiu pneumonia. O homem morreu alguns dias depois devido a falência múltipla dos órgãos.

“Os donos de animais com sintomas banais, como os da gripe, devem procurar urgentemente assistência médica quando os sintomas são incomuns”, alertou a equipe médica. O caso foi publicado no periódico European Journal of Case Reports in Internal Medicine

Casos semelhantes

Apesar de ser raro, a transmissão da C. canimorsus pode acontecer e os riscos de complicações e até mesmo morte chegam a 25%. Em maio deste ano, por exemplo, uma mulher americana precisou ter as pernas e as mãos amputadas depois de contrair a bactéria, que casou necrose nos membros. A transmissão aconteceu provavelmente quando o seu filhote de pastor alemão lambeu um corte aberto.

No ano passado, um homem americano precisou amputar parte do nariz, além de mãos e pés, após entrar em contato com a bactéria. Por isso, os donos de gatos e cachorros devem evitar lambidas quando tiverem alguma ferida aberta e a qualquer sintoma estranho devem procurar assistência médica.

Publicidade