Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Governo estuda exigir ciclo no SUS também a dentista e psicólogo

Plano em análise ainda prevê que estudantes de nutrição, enfermagem e fisioterapia prestem serviço ao governo para obter diploma

Por Da Redação 10 jul 2013, 08h26

A criação de um ciclo obrigatório de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) não deve ficar restrita ao curso de medicina, como definido no programa Mais Médicos, anunciado nesta segunda-feira pelo governo. O Conselho Nacional de Educação (CNE) estuda a adoção da medida para outras carreiras da área de saúde, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. O plano prevê que estudantes de odontologia, psicologia, nutrição, enfermagem e fisioterapia também concluam a formação com atividades na rede pública.

Leia também:

MP dos Médicos é “proposta autoritária”, diz Aécio Neves

Governo federal publica MP que altera cursos de medicina

CFM ameaça ir ao STF se MP dos Médicos passar pelo Congresso

Alunos de medicina terão de atuar por dois anos no SUS

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade