Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ficar muito tempo sentado pode dobrar o risco de diabetes

O hábito também contribui para o aumento das chances de mortalidade por eventos cardíacos independentemente da prática de atividades físicas

Permanecer sentado por muito tempo, como qualquer comportamento sedentário, é um risco à saúde. Segundo um novo estudo da Universidade de Leicester, na Inglaterra, o hábito pode chegar a dobrar os riscos de um indivíduo ter diabetes, além de também aumentar as chances de mortes por doenças cardíacas ou qualquer outro motivo. Essa relação é válida mesmo se uma pessoa pratica frequentemente atividades físicas moderadas ou intensas.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Sedentary time in adults and the association with diabetes, cardiovascular disease and death: systematic review and meta-analysis

Onde foi divulgada: revista Diabetologia

Quem fez: Emma Wilmot,Charlotte Edwardson e Feliz Achana

Instituição: Universidade de Leicester, Inglaterra

Dados de amostragem: 18 estudos sobre saúde e sedentarismo com 794.577 participantes

Resultado: Pessoas que permanecem mais tempo sentadas têm o dobro de chances de terem diabetes, 90% mais chances de morrerem por doenças cardíacas e 50% de chances de morrerem por outra causa

A pesquisa, publicada nesta semana no periódico Diabetologia, da Associação Europeia do Estudo do Diabetes, é uma análise de 18 outros estudos sobre o assunto que, ao todo, envolveram quase 800.000 participantes. Segundo os resultados, quando comparados os indivíduos que permaneciam mais tempo sentados com os demais, as chances de diabetes dobraram, de mortes por eventos cardiovasculares aumentaram em 90% e o risco de morte por outras causas, em 50%.

Leia também:

Permanecer sentado por muito tempo encurta a vida

Segundo Emma Wilmot, que coordenou o trabalho, um adulto passa, em média, de 50% a 70% do dia sentado. “As conclusões reforçam que limitar o tempo em que permanecemos sentados é uma maneira de reduzir o risco de doenças e de morte”, diz Wilmot.

Conheça seis alternativas para evitar os prejuízos de ficar sentado por muito tempo: