Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

FDA autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos

Imunizante já está liberado para uso no país em adolescentes a partir de 16 anos de idade

Por Giulia Vidale Atualizado em 10 Maio 2021, 18h54 - Publicado em 10 Maio 2021, 18h45

A FDA, agência que regula medicamentos nos Estados Unidos, autorizou o uso da vacina contra Covid-19 da Pfizer-BioNTech em crianças a partir de 12 anos de idade. A decisão, baseada nos resultados de um estudo clínico realizado com 2.260 participantes com idades entre 12 e 15 anos, é um passo crucial no combate à pandemia no país.

O sinal verde da agência não é a palavra final para iniciar o uso do imunizante em massa, em pessoas dessa faixa etária. Para que isso aconteça, ainda é necessária a liberação dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), o que deve acontecer em breve, após uma reunião do comitê consultivo do CDC.

Se o comitê aprovar a vacina para essa faixa etária, a inclusão dese grupo na campanha de vacinação do EUA pode começar imediatamente. Atualmente, o imunizante já é aplicado em adolescentes a partir de 16 anos.

Os resultados do estudo realizado pela farmacêutica mostraram que entre 2.260 participantes com idades entre 12 e 15 anos que receberam duas doses da vacina ou placebo com três semanas de intervalo entre elas, apenas 18 casos sintomáticos de Covid-19 foram relatados. O melhor: nenhum entre as crianças que receberam a vacina, indicando que ela é altamente eficaz na prevenção de quadros sintomáticos em pessoas dessa faixa etária. O imunizante também apresentou um bom perfil de segurança, com efeitos colaterais semelhantes ​​aos observados em pessoas de 16 a 25 anos de idade.

A Pfizer também está conduzindo estudos com crianças mais jovens entre 5 e 11 anos e outro em crianças de 2 a 5 anos. Mas para esse, ainda não há resultados. Também há planos de iniciar um estudo em bebês de 6 meses a 2 anos de idade.

Continua após a publicidade
Publicidade