Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

FDA aprova novo medicamento contra colesterol

Estudos realizados com o composto mostraram que os participantes tiveram redução de até 60% do LDL (colesterol ruim) quando comparados com grupos que receberam placebo

A FDA, a agência reguladora americana, aprovou nesta sexta-feira um novo medicamento para tratar pacientes com colesterol. Batizado de Praluent, das farmacêuticas Sanofi e Regeneron, é o primeiro de uma nova classe promissora para combate à doença.

Administrado em formas de injeções, o composto é indicado para doentes com hipercolesterolemia familiar, afecção de origem genética gravíssima caracterizada por uma concentração absurda de colesterol ruim, o LDL, nos vasos sanguí­neos, em combinação com dieta e estatinas. O remédio também poderá ser indicado a pacientes com doenças cardiovasculares que tenham sofrido ataques cardíacos ou derrames e que necessitem de redução extra do colesterol ruim.

LEIA TAMBÉM:

Comitê da FDA dá sinal verde para novo medicamento contra o colesterol

Cinco formas de reduzir e controlar a taxa de colesterol

De acordo com a FDA, a aprovação ocorreu após a realização de cinco estudos controlados com placebo em que 2 476 participantes foram expostos ao Praluent. De acordo com os resultados, os participantes que receberam o medicamento tiveram redução de até 60% nos níveis de LDL (colesterol ruim), quando comparados aos voluntários que receberam placebo.

Concebido a partir de anticorpos, o novo remédio age impedindo a ação da proteína PCSK9. Presente no fígado e no intestino, a proteína destrói os receptores que se encaixam no colesterol ruim e o tiram de circulação. Assim, ao impedir sua ação, os medicamentos permitem que os receptores se liguem ao LDL e baixem seus níveis no sangue.

Ainda não há data definida para o lançamento do Praluent no Brasil.

(Da redação)