Clique e assine a partir de 9,90/mês

Excesso de peso não aumenta risco de morte, diz estudo

Pessoas acima do peso não correm maior risco do que pessoas com peso normal, a não ser que tenham obesidade grave, hipertensão ou diabetes

Por Da Redação - 9 jul 2012, 15h46

Pessoas que estão acima do peso não necessariamente correm maior risco de morte a curto prazo do que os indivíduos com peso normal, afirmam pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. Ao contrário do que indicaram trabalhos anteriores, que associaram o risco a qualquer quantidade de peso em excesso, a pesquisa concluiu que as chances somente são mais elevadas se o paciente tiver obesidade grave (IMC maior que 35 – calcule aqui seu IMC) ou se também apresentar diabetes ou hipertensão. Essas conclusões fazem parte de um novo estudo publicado na edição deste mês do periódico The Journal of American Board of Family Medicine.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Body Mass Index, Diabetes, Hypertension, and Short-Term Mortality: A Population-Based Observational Study, 2000-2006

Onde foi divulgada: periódico The Journal of American Board of Family Medicine

Continua após a publicidade

Quem fez: Anthony Jerant e Peter Franks

Instituição: Universidade da Califórnia, Estados Unidos

Dados de amostragem: 51.000 adultos de 18 a 90 anos de idade

Resultado: Comparando com pessoas de peso normal, o risco de morte a curto prazo é maior entre indivíduos com obesidade grave ou com baixo peso; mas não se altera em relação a pessoas com obesidade ou sobrepeso que não têm hipertensão ou diabetes

Continua após a publicidade

A pesquisa se baseou em dados de 51.000 adultos de 18 a 90 anos que estavam inscritos em um levantamento sobre gastos com saúde feito nos Estados Unidos entre 2000 e 2005. Os autores calcularam o índice da massa corporal (IMC) de cada participante, classificando os indivíduos como tendo baixo peso (IMC menor do que 20); peso normal (IMC entre 20 e 25); sobrepeso (IMC entre 25 e 30); obesidade (IMC entre 30 e 35); e obesidade grave. Durante o período do estudo, 3% dos indivíduos morreram.

Leia também:

Ficar acima do peso pode ser melhor para a saúde

Os pesquisadores reforçam que essas conclusões não querem dizer que a obesidade ou sobrepeso nao sejam uma ameaça à saúde. Por enquanto, eles acreditam que esses resultados já são suficientes para fazer com que os médicos, em vez de alertarem pacientes com excesso de peso sobre risco de morte, falem sobre outros problemas associados à condição. Segundo os autores, mais estudos são necessários para entender como o excesso de peso influencia na mortalidade a longo prazo.

Publicidade